Agronomic performance and stability and of grain yield of f2 populations maize hybrids

Autores

  • C. S. Bernini Universidade do Estado de Mato Grosso
  • P. S. Guimarães Instituto Agronômico de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.36560/13920201118

Palavras-chave:

Zea mays L., grain yield, intervarietal hybrid and complete diallel

Resumo

In Brazil, corn is grown in a wide variety of environments, investments and technologies, requiring the development of different types of hybrids. Breeding programs aim to identify genotypes with productive potential combined with better adaptation and stability. The objective of this work was to evaluate 28 hybrids of F2 maize populations, obtained from a complete diallel, together with the eight parent F2 populations and two commercial witnesses, regarding the main agronomic traits: male flowering (FM), plant height and ear ( AP and AE) and grain mass (MG) and estimate the parameters of adaptability and stability. The experiments were developed in 2008/2009 and 2009/2010, in three locations in the State of São Paulo (Campinas, Mococa and Palmital) and the experimental design used was the randomized blocks with three replications. Individual and joint analyzes of variance were performed, the means being grouped by the Scott-Knott test and the parameters of adaptability and stability estimated by the methods of Eberhart and Russell (1966) and Annicchiarico (1992). There was a significant difference (P <0.01) for treatments, locations and interaction between treatments in all evaluated characters. The average for MG was 7,515 kg ha-1, highlighting the hybrid P4 x P1 with MG of 9,095 kg ha-1. The average of hybrids was 40.5% higher than that of parental F2 populations. The hybrids of F2 populations differ in terms of adaptability and stability for MG, with the majority of hybrids (82%) showing general adaptability. The P4xP1 and P4xP2 hybrids are superior to MG and are promising for recommendation in a wide range of environments.

Biografia do Autor

C. S. Bernini, Universidade do Estado de Mato Grosso

Engenheira agrônoma formada pela Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG), Mestre e Doutora em Agricultura Tropical e Subtropical na área de concentração em Genética, Melhoramento de Plantas e Biotecnologia pelo Instituto Agronômico (IAC). Experiência como pesquisadora assistente do Centro de Grãos e Fibras do Instituto Agronômico (IAC), analista de projetos técnicos na APROSOJA (MT), assistência técnica e agricultura familiar na CASMIL e docência na Universidade do Estado do Mato Grosso (UNEMAT) no curso de bacharelado em Agronomia. Atua na área de agronomia, com ênfase em fitotecnia, fitossanidade, agricultura orgânica, melhoramento genético de plantas e genética quantitativa.

P. S. Guimarães, Instituto Agronômico de Campinas

Graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro - UENF (2005). Mestrado (2007) e Doutorado (2013) em Agricultura Tropical e Subtropical, área de concentração em Genética Vegetal, Melhoramento e Biotecnologia, pelo Instituto Agronômico de Campinas - IAC. Experiência em Genética Molecular Vegetal e em Genética Quantitativa, atuando principalmente nos seguintes temas: Carica papaya L., Phaseolus vulgaris L., Zea mays L., Coffea, marcadores moleculares, capacidade de combinação, heterose, produtividade, seleção recorrente recíproca e tolerância à seca em milho. Desde 2015 é Bolsista do Consórcio Pesquisa Café, onde desenvolve atividades relacionadas à identificação e validação de marcadores moleculares em Coffea, seleção genômica ampla para características de resistência a estresses bióticos em café.

Referências

ANNICCHIARICO, P. Cultivar adaptations and recommendation from alfafa trials in Northern Italy. Journal of Genetics e Breeding, Rome, v.46, n.1, p.269-278, 1992.

BALESTRE, M.; SOUZA, J.C.; VON PINHO, R.G.; OLIVEIRA, R.L.; PAES, J.M.V. Yield stability and adaptability of maize hybrid based on GGE biplot analysis characteristics. Crop Breeding and Applied Biotechnology, Viçosa, v.9, p. 219-228, 2009.

BECKER, H.C.; LÉON, J. Stability analysis in plant breeding. Plant Breeding, Berlin, v.101, n.1, p.1-23, 1988.

BERNINI, C.S. Avaliação agronômica e heterose de híbridos de populações F2 de milho, visando nova alternativa para o estado de São Paulo. 2011. 84f. Dissertação (Mestrado em Genética, Melhoramento Vegetal e Biotecnologia) – Pós-Graduação – IAC, Campinas.

BORÉM, A (1999). Melhoramento de plantas Cultivadas. Viçosa: UFV. 817p.

CIIAGRO (CENTRO INTEGRADO DE INFORMAÇÕES AGROMETEORÓGICOS). 2013. Disponível em:<http://www.ciiagro.sp.gov.br/ciiagroonline/MenuBH.htm>. Acesso em: 13 out. 2013.

COSTA, J.G. da; MARINHO, J.T.S.; PEREIRA, R.C.A.; LEDO, F.J.S.; MORAES, R.N.S. Adaptabilidade e estabilidade da produção de cultivares de milho recomendadas para o Estado do Acre. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v.23, n.1, p.7-11, 1999.

CRUZ C.D. Programa Genes: A software package for analysis in experimental statistics and quantitative genetics. Acta Scientiarum, Maringá, v.35, n.3 p.271-276, 2013.

DENMEAD, O.T.; SHAW, R.H. The cifecta of soil moistilre stress at dilierent stages ei growth no the deveiopment and yield of corn. Journal Agronomic, v.52, n.5, p.272-274, 1960.

DONÃ, S. Desempenho e heterose de híbridos de populações F2 de milho. 2010. 78f. Dissertação (Mestrado em Genética, Melhoramento Vegetal e Biotecnologia) – Pós-Graduação – IAC, Campinas.

EBERHART, S. A.; RUSSELL, W. A. Stability parameters for comparing varieties. Crop Science, Madison, v.6, n.1, p.36-40, 1966.

JENSEN, N.F. Plant breeding methodology. John Wiley e Sons. 676 p. 1988.

PACHECO, C.A.P.; SILVA, A.R.; CASELA, C.R.; CARVALHO, H.W.L.; VASCONCELLOS, J.H.; TABOSA, J.N.; GUIMARÃES, L.J.M.; LIRA, M.A.; CARDOSO, M.J.; GUIMARÃES, P.E.O.; PARENTONI, S.N.; MEIRELLES, P.E.O. Desenvolvimento de híbridos não convencionais de milho. In: CONGRESSO NACIONAL DE MILHO E SORGO, 28.; SIMPÓSIO BRASILEIRO SOBRE LAGARTA DO CARTUCHO, 4, 2010, Goiânia. Potencialidades, desafios e sustentabilidade: trabalhos e palestras. [Goiânia]: ABMS, 2010. 1 CD-ROOM.

PATERNIANI, E. Heterosis in intervarietal crosses of maize (Zea mays L.) and their advanced generations. Revista Brasileira de Genética, Ribeirão Preto, SP, v.3, p. 235-249, 1980.

RAMALHO, A. P.; SANTOS, J. B. dos; ZIMMERMANN, M. J. O. de. Genética quantitativa em plantas autógamas: aplicações ao melhoramento do feijoeiro. Goiânia: UFG, 1993. 271 p.

RAPOSO, F. V. Seleção Recorrente Recíproca em Populações Derivadas de Híbridos Simples de Milho. Lavras, 2002. 106p. Tese (Doutorado em Genética e Melhoramento de Plantas) - Universidade Federal de Lavras - UFLA.

ROSINHA, R.O. Estratégias competitivas e reestruturação da indústria de sementes no Brasil: a análise do segmento do milho. 2000. 143p. dissertação (Mestrado em Mercadologia e Administração Estratégica) - Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte.

SCHMILDT, E. R.; CRUZ, C. D. Análise da adaptabilidade e estabilidade do milho pelos métodos de Eberhart e Russell (1966) e de Annicchiarico (1992). Revista Ceres, Viçosa, v. 52, n. 299, p. 45-58, 2005.

SILVA, R.M.; MIRANDA FILHO, J.B. Heterosis expression in crosses between maize populations: ear yield. Scientia agrícola, Piracicaba, SP, v.60, p. 519-524, 2003.

SOUZA SOBRINHO, F. de; RAMALHO, M.A.P.; SOUZA J.C. de Alternatives for obtaining double cross maize hybrids. Revista Brasileira de Milho e Sorgo, Sete Lagoas, v.1, n.1, p. 70-76, jan/abr. 2002.

SPRAGUE, G.F.; TATUM, L.A. General vs specific combining ability in single crosses of cross. Journal of American Society of Agronomy, v.34, n.10, p. 923-932, 1942.

USDA – UNITED STATES DEPARTMENT OF AGRICULTURE. 2010. Disponível em: http://www.fas.usda.gov/psdonline/psdreport.aspx?hidReportRetrievalName=BVSehidReportRetrievalID=884ehidReportRetrievalTemplateID=1. Acesso em: 8 mar. 2010.

VENCOVSKY, R.; BARRIGA, P. Genética biométrica no fitomelhoramento. Ribeirão Preto : Sociedade Brasileira de Genética, 1992. 496p.

Downloads

Publicado

2020-09-01

Como Citar

Bernini, C. S., & Guimarães, P. S. (2020). Agronomic performance and stability and of grain yield of f2 populations maize hybrids. Scientific Electronic Archives, 13(9), 1–9. https://doi.org/10.36560/13920201118

Edição

Seção

Agricultural Science

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)