Trash, health and environment: the perception waste pickers in Santo Antonio do Monte - MG

Autores

  • F. C. Aquino Universidade do estado de Minas Gerais UEMG/FUNEDI
  • A. R. Fonseca Universidade do estado de Minas Gerais UEMG/FUNEDI
  • D. M. R. S. Rabelo Universidade do estado de Minas Gerais UEMG/FUNEDI
  • F. F. Sousa Universidade do estado de Minas Gerais UEMG/FUNEDI

DOI:

https://doi.org/10.36560/832015182

Palavras-chave:

Recycling, Sorters of recyclable, Association

Resumo

The work consisted of a case study with collectors of recycled materials that are part of an association of collectors of Santo Antonio do Monte, located in Santo Antonio do Monte - MG . Therefore aimed to analyze the perception of the collector in relation to health, and environmental risks . As an instrument of data collection used a semistructured interview, the questions being addressed by content analysis of Bardin (2009). Among the aspects observed the poor working conditions were found, the lack of knowledge and use of personal protective equipment the imminent risk of accidents and illnesses, lack of concern for health and the lack of commitment of the association with the collectors in providing decent working conditions. Although the collector recognizes the importance of its work on reducing the environmental impact caused by waste, he feels discriminated against by society and forgotten by the government. Nevertheless, the testimonies pointed to hope for a better quality of life, with more job opportunities and social value. It is therefore necessary actions in order to provide these workers decent working conditions, with social guarantees and recognition by the government and society.

Biografia do Autor

F. C. Aquino, Universidade do estado de Minas Gerais UEMG/FUNEDI

Centro de Referência Técnica, Mestrado em Desenvolvimento Regional

A. R. Fonseca, Universidade do estado de Minas Gerais UEMG/FUNEDI

Centro de Referência Técnica, Mestrado em Desenvolvimento Regional

D. M. R. S. Rabelo, Universidade do estado de Minas Gerais UEMG/FUNEDI

Centro de Referência Técnica, Mestrado em Desenvolvimento Regional

F. F. Sousa, Universidade do estado de Minas Gerais UEMG/FUNEDI

Centro de Referência Técnica, Mestrado em Desenvolvimento Regional

Referências

ALMEIDA, J. R.; ELIAS, E. T.; MAGALHÃES, M. A. de; VIEIRA, A. J. D. Efeito da idade sobre a qualidade de vida e saúde dos catadores de materiais recicláveis de uma associação em Governador Valadares, Minas Gerais, Brasil. Ciência Saúde Coletiva 14(6): 12-25, 2009.

ANVISA. Resolução - RDC Nº 15, de 15 de março de 2012. http://www.anvisa.gov.br/hotsite/segurancadopaciente/documentos/rdcs/RDC%20N%C2%BA%2015-2012.pdf.

BARDIN, L. Análise de Conteúdo. Edições Setenta, Lisboa, Portugal. 229p. 2009.

BAZO, M. L.; STURION, L.; PROBST, V. S. Caracterização do reciclador da ONG RRV em Londrina-Paraná. Fisioterapia em movimento 24(4): 63-72, 2011.

CASTILHOS JUNIOR. A. B. RAMOS, N. F.; ALVES, C. M.; FORCELLINI, F. A.; GRACIOLLI, O. D. Catadores de materiais recicláveis: análise das condições de trabalho e infraestrutura operacional no Sul, Sudeste e Nordeste do Brasil. Ciência & Saúde Coletiva 18(11): 3115-3124, 2013.

CASTRO, J. M. de; ZANDONADI, F. B. OLIVEIRA, A. P. S. de. Riscos Ocupacionais entre trabalhadores catadores de materiais recicláveis em vazadouro a céu aberto (lixão) no município de Sinop/MT – um estudo de caso. 2012. http://www.segurancanotrabalho.eng.br/artigos/rolixao.pdf.

CAVALCANTE, S.; FRANCO, M. F. A. Profissão perigo: percepção de risco à saúde entre os catadores do Lixão do Jangurussu. Revista Mal-Estar Subjetividade 7(1): 211-232, 2007.

CUNHA, M. R. R. L. da. Lixo, identidade e trabalho: a construção da identidade dos catadores de materiais recicláveis associados de Goiânia. Sociedade e Cultura 14(1): 53-61, 2011.

FAGUNDES, D. da C. Gerenciamento de resíduos sólidos urbanos em Tarumã e Teodoro Sampaio – SP. Sociedade & Natureza 21(2): 159-179, 2009.

FERRAZ, L.; GOMES, M. H. de A.; BUSATO, M. A. O catador de materiais recicláveis: um agente ambiental. Cadernos EBAPE 10(3): 763-768, 2012.

FERREIRA, L. N.; BISPO JÚNIOR, J. P.; CASOTTI, C. A.; BRAGA JÚNIOR, A. C. R. Prevalência e fatores associados ao consumo abusivo e à dependência de álcool. Ciência e saúde coletiva 18(11): 3409-3418, 2013.

IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo demográfico, 2010. http://www.ibge.gov.br/home/presidencia/noticias/imprensa/ppts/00000010435610212012563616217748.pdf.

JESUS, M. C. P. de; SANTOS, S. M. dos R.; ABDALLA, J. G. F.; JESUS, P. B. R. de; ALVES, M. J. M.; TEIXEIRA, N.; JESUS, R. R. de; VILELA, M. M. P.; MATTOS, L. R. Avaliação da qualidade de vida de catadores de materiais recicláveis. Revista Eletrônica de Enfermagem 14(2): 277-85, 2012. http://dx.doi.org/10.5216/ree.v14i2.15259.

KIRCHNER, R. M.; SAIDELLES, A. P. F.; STUMM, E. M. F. Percepções e perfil dos catadores de materiais recicláveis de uma cidade do RS. Revista Brasileira de Gestão e Desenvolvimento Regional 5(3): 221-232, 2009.

MEDEIROS, L. F. MACEDO, K. B. Catador de material reciclável: uma profissão para além da sobrevivência. Revista Psicologia & Sociedade 18(2) 62-71, 2006.

MINAYO, M. C. de S.; HARTZ, Z. M. de A.; BUSS, P. M. Qualidade de vida e saúde: um debate necessário. Ed. Manole, São Paulo, SP, Brasil. 239 p. 2000.

MIURA, P. O.; SAWAIA, B. B. Tornar-se catador: sofrimento ético-político e potência de ação. Psicologia & Sociedade 25(2): 331-341, 2013.

PEREIRA, M. F. B.; AMARAL, A. S. Lixo, segurança e saúde: conscientizando os agentes ecológicos do município de Dourados-MS a respeito de segurança do trabalho. Periódicos UEMS 3(1): 19-38, 2010.

PORTO, M. F. S.; JUNCA, D. C. de M.; GONCALVES, R. de S.; FILHOTE, M. I de Fr. Lixo, trabalho e saúde: um estudo de caso com catadores em um aterro metropolitano no Rio de Janeiro, Brasil. Cadernos de Saúde Pública 20(6): 1503-1514, 2004.

RIOS, C. M.; FONSECA, A. R. Lixo e Cidadania: um estudo sobre catadores de recicláveis em Divinópolis. Cadernos da Pós Graduação Contemporaneum. 2008. http://www.funedi.edu.br/index.php?option=com_content&view=article&id=1123&Itemid=518.

ROOS, D.; CARVALHAL, M.; RIBEIRO, S. A precariedade do trabalho dos catadores de material reciclável no oeste paranaense e a dinâmica estratégica da reprodutividade do capital. Revista Pegada 11(2): 26-32, 2010.

SERBIM, A. K; FIGUEIREDO, A. E. P.L. Qualidade de vida de idosos em um grupo de convivência. Scientia Medica 21(4) 4, p. 166-172, 2011.

SILVA, M. C. da. Trabalho e saúde dos catadores de materiais recicláveis em uma cidade do Sul do Brasil. 220f. (Tese de doutorado) - Universidade Federal de Pelotas. Pelotas, Brasil, 2006. http://www.epidemio-ufpel.org.br/uploads/teses/tese%20marcelo%20cozzensa.pdf.

SIQUEIRA, M. M.; MORAES, M. S. de. Saúde coletiva, resíduos sólidos urbanos e os catadores de lixo. Ciência & Saúde Coletiva 14(6) 2115-2122, 2009.

ZANETI, I. C. B. B.; SÃ, L. M.; ALMEIDA, V. G. Insustentabilidade e produção de resíduos: a face oculta do sistema do capital. Sociedade e Estado 24(1): 173-192, 2009.

Downloads

Publicado

2015-02-18

Como Citar

Aquino, F. C., Fonseca, A. R., Rabelo, D. M. R. S., & Sousa, F. F. (2015). Trash, health and environment: the perception waste pickers in Santo Antonio do Monte - MG. Scientific Electronic Archives, 8(3), 53–60. https://doi.org/10.36560/832015182