Epidemiological profile of viruses holders who conduct HIV treatment in service specialist care in Sinop-MT

Autores

  • G.C. Carmen Trentin
  • R.R. Rocha Oliveira
  • A.N. Nogueira Cunha

DOI:

https://doi.org/10.36560/942016252

Palavras-chave:

Keywords, HIV. AIDS. Epidemiological Profile. Human Immunodeficiency Virus. Acquired Immune Deficiency Syndrome.

Resumo

Abstract.The AIDS epidemic is going through a constant dynamic and is difficult to assess the vulnerability group. This study aims to raise the social and epidemiological profile of HIV patients undergoing treatment and / or monitoring in Specialized Care Service (NCS) Sinop - MT. This is an exploratory research with quantitative analytical approach, performed with 36 subjects in the period from February to August of 2013.O result was 75% are female, 22% aged 45-49 years, 39% color white, 56% married / stable, 88% heterosexual, 56% have primary education, 69% with incomes between two and three times the minimum wage, and 56% what bothers disease is prejudice, 97% contracted the virus sexually , 72% of individuals using HAART, 47% had CD4 counts above 500 células/mm3. Infelizmente prejudice is still the biggest hurdle in fighting HIV / AIDS.

 

Referências

Referências bibliográficas

ANDREOLLI A. As pessoas que vivem com HIV/Aids: uma revisão da literatura científica [monografia]. Porto Alegre: Universidade Federal do Rio Grande do Sul; 2008. Disponível em: <http://www.lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/15408/000678005.pdf?sequence=1>. Acesso em: 11 ago. 2013.

BASSICHETTO, K.C. et al. Perfil epidemiológico dos usuários de um Centro de Testagem e Aconselhamento para DST/HIV da Rede Municipal de São Paulo, com sorologia positiva para o HIV. Rev. Bras. Epidemiol. v.7, n.3, p.302-310. 2004. Disponível em: <http://www.scielosp.org/pdf/rbepid/v7n3/08.pdf>. Acesso em: 12 ago.2013.

BRASIL, Ministério Da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Manual normativo para profissionais de saúde de maternidades – referência para mulheres que não podem amamentar. Brasília. 2005. Disponível em: <http://www.ibfan.org.br/documentos/outras/MSmanualHIVeAM2005.pdf>. Acesso em: 11 ago. 2013.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. Exposições a Materiais Biológicos. Brasília-DF. 2006.

BRASIL, Ministério da Saúde, Secretaria de Vigilância em Saúde, Programa Nacional de DST e Aids, Recomendações para Profilaxia da Transmissão Vertical do HIV e Terapia Anti-Retroviral em Gestantes. Brasília-DF, 2007.

BRASIL, Ministério da Saúde, Secretaria de Vigilância em Saúde, Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais. Recomendações para Terapia Antirretroviral em adultos infectados pelo HIV. Brasília-DF, 2010. Disponível em: <http://www.aids.gov.br/sites/default/files/publicacao/2007/suplemento_consenso_adulto_01_24_01_2011_web_pdf_13627.pdf>. Acesso em: 27/10/2012

BRASIL, Ministério da Saúde, Departamento de Doenças Sexualmente Transmissíveis, Material instrucional para Capacitação para multiplicadores em teste rápido para HIV e sífilis no âmbito da Rede Cegonha. Brasília-DF. 2011. Disponível em: <http://www.aids.gov.br/pagina/2012/50768>. Acesso em: 09 ago. 2013.

BRASIL, Ministério da Saúde, Secretaria de Vigilância em Saúde, Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais. Boletim Epidemiológico - Aids e DST. Brasília-DF, 2012a. Disponível em: <http://www.unaids.org.br/sobre_aids/sobre_aids.asp>. Acesso em: 01/10/2012.

BRASIL, Ministério da Saúde, Secretaria de Vigilância em Saúde, Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais. Portal sobre aids, doenças sexualmente transmissíveis e hepatites virais. Brasília-DF, 2012b. Disponível em: < http://www.aids.gov.br/node/41979>. Acesso em: 01/07/2013.

BRASIL, Ministério da Saúde, Secretaria de Vigilância em Saúde, Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais. Boletim Epidemiológico - Aids e DST – Versão Preliminar. Brasília-DF, 2012c. Disponível em: < http://www.aids.gov.br/sites/default/files/anexos/publicacao/2012/52654/vers_o_preliminar_boletim_aids_e_dst_2012_14324.pdf >. Acesso em: 01/08/2013.

BRASIL, Ministério da Saúde, Secretaria de Vigilância em Saúde, Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais. Política Brasileira de Enfrentamento da Aids, Resultados Avanços e Perspectivas. Brasília-DF, 2012d. Disponível em: < http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/politica_brasileira_enfrentamento_aids_2012.pdf >. Acesso em: 01/08/2013.

BRASIL, Ministério da Saúde, Secretaria de Vigilância em Saúde, Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais. Recomendações de terapia antirretroviral para adultos vivendo com HIV/aids no Brasil. Brasília-DF, 2012e. Disponível em: <http://www.aids.gov.br/sites/default/files/anexos/publicacao/2013/52934/principais_mudan_as_15984.pdf>. Acesso em: 02 ago. 2013.

BRASILEIRO FILHO, Geraldo. Bogliolo Patologia. 7ª ed. Rio de Janeiro. Guanabara Koogan. 2006.

CALVETTI, Prisla U., MULLER, Marisa C.,NUNES, Maria L.T. Qualidade de Vida e Bem-estar Espiritual em Pessoas Vivendo Com HIV/Aids. Psicologia em Estudo. Maringá-PR. v. 13, n. 3, p. 523-530, jul./set. 2008. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/pe/v13n3/v13n3a13.pdf>. Acesso em: 09 ago. 2013.

CARDOSO, L.R.D. et al. O consumo de álcool como fator de risco para a transmissão das DSTs/HIV/Aids. Rev. Psiq. Clín 35, supl 1. p.70-75. 2008. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/rpc/v35s1/a15v35s1.pdf>. Acesso em: 12 ago. 2013.

CARVALHO, Fernanda Torres de. PICCININI, Cesar Augusto. Aspectos históricos do feminino e do maternal e a infecção pelo HIV em mulheres. Ciênc. saúde coletiva [online]. v.13, n.6, p. 1889-1898. 2008. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1413-81232008000600024&script=sci_abstract&tlng=pt> Acesso em: 02 ago. 2013.

DOURADO, I. et al. Tendências da epidemia de Aids no Brasil após a terapia anti-retroviral. Rev Saúde Pública. v.40 (Supl), p.9-17. 2006. Disponível em: <http://www.scielosp.org/pdf/rsp/v40s0/03.pdf>. Acesso em: 12 ago. 2013.

em: <http://www.aids.gov.br/> . Acesso em: 27. ago. 2010

FEITOSA, Eva Emanuela Lopes Cavalcante, et al. A Importância Da Construção Do Perfil Epidemiológico De Um PST Para Sua Ãrea De Abrangência. XVI Encontro De Pesquisa E Extensão - Xvi Encope/Uern – Mossoró - 14 A 16/04/ 2010-

FERREIRA, R.C.M. FIGUEIREDO, M.A. de C. Reinserção no Mercado de Trabalho. Barreiras e Silêncio no Enfrentamento da Exclusão Por Pessoas Com HIV/Aids. Medicina, Ribeirão Preto. v.39, n.4, p.591-600, out./dez. 2006. Disponível em: . Acesso em: 13 ago. 2013.

FIGUEIREDO, Nébia Maria de. MACHADO, William César Alves (organizadores). Tratado de Cuidados de Enfermagem. Volume 2. São Paulo. Ed. Rocca, 2012.

FIGUEIREDO, R. M. de. et al. Adesão de Pacientes com Aids ao Tratamento Com Antiretrovirais: Dificuldades Relatadas e Proposição de Medidas Atenuantes em um Hospital Escola. Revista Latino-am Enfermagem. v.9, n.4, p.50-5. Julho. 2001. Disponível em:<http://www.scielo.br/pdf/rlae/v9n4/11483.pdf>. Acesso em: 12 ago. 2013.

GRMEK, M. O enigma do aparecimento da aids. Revista Estudos Avançados. p.229-239. 1995. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/ea/v9n24/v9n24a11.pdf>. Acesso em: 01 out. 2012.

HEAGARTY, Margaret C. Conseqüências psicológicas e sociais. A saúde do mundo. p.18-19. nov-dez. 1990. (Bireme, pago em inglês)

LACAZ, C.S. AIDS: doutrina, aspectos iatrofilosóficos, infecções oportunistas associadas. São Paulo. Ed. Sarvier. 1985.

LISBOA, M.E.S. A invisibilidade da população acima de 50 anos no contexto da epidemia HIV/Aids. Anais do VII Congresso Virtual HIV/AIDS. 2006. Disponível em: < http://www.aidsportugal.com/Modules/WebC_Docs/GetDocument.aspx?DocumentId=2700&Version=1>. Acesso em: 09 ago. 2013.

MAIAI, C. GUILHEMI, D. FREITAS, D. Vulnerabilidade ao HIV/Aids de Pessoas Heterossexuais Casadas ou em União Estável. Revista Saúde Pública. v.42, n.2, p.242-8. 2008. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/rsp/v42n2/6357.pdf>. Acesso em: 12 ago. 2013.

MAKSUD, Ivia. Silêncios e Segredos: Aspectos (Não Falados) da Conjugalidade Face à Sorodiscordância para o HIV/Aids. Caderno de Saúde Pública. Rio de Janeiro. v.28, n.6, p.1196-1204, jun, 2012. Disponível em: < http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0102-311X2012000600018&script=sci_arttext> Acesso em: 01 ago. 2013.

MARCONI, Marina de Andrade. LAKATOS, Eva Maria. Técnicas de Pesquisa – Planejamentos e execução de pesquisas – Amostragem e técnicas de pesquisa – Elaboração, análise e interpretação de dados. 6ª ed. São Paulo-SP. Editora Atlas. 2007.

MEDRONHO, Roberto de Andrade. Epidemiologia. 2ª ed. São Paulo-SP. Editora Atheneu. 2009.

MICHELIM, Lessandra et al. Dermatoses em pacientes infectados pelo HIV com a contagem de linfócitos CD4. Revista de Saúde Pública. v.38, n.6, p.758-63. 2004. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rsp/v38n6/02.pdf. Acesso em: 08 ago. 2013.

NEMES, Maria I.B., et al. Avaliação de serviços de assistência ambulatorial em aids, Brasil: estudo comparativo 2001/2007. Revista de Saúde Pública. v.47, n.1, p.137-146. 2013. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/rsp/v47n1/18.pdf>. Acesso em: 08 ago. 2013.

OMS, Organização Mundial de Saúde. Disponível em: <http://www.who.int/hiv/data/en/index.html>. Acesso em: 13 abr. 2013.

PINHEIRO, P.N. da C. et al. O cuidado humano: reflexão ética acerca dos portadores do HIV/Aids. Revista Latino Americana de Enfermagem. v.13, n.04, p.569-75. 2005. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/rlae/v13n4/v13n4a16.pdf>. Acesso em: 06 ago. 2013.

PORTH, Carol Mattson. Fisiopatologia. 6ª ed. Rio de Janeiro. Guanabara Koogan. 2004.

PORTH, Carol Mattson. Fisiopatologia. 8ª ed. Volume I. Rio de Janeiro Guanabara Koogan. 2010.

ROCHA M. O. da C., PEDROSO E. R. P. (Ed.) Fundamentos em infectologia. Rio de Janeiro: Editora Rubio, 2009.

SANTOS, Naila J.S., et al. Mulheres HIV Positivas, Reprodução e Sexualidade. Revista Saúde Pública. v.36, n.4, p.12-23. 2002. Disponível em: < http://www.scielosp.org/pdf/rsp/v36n4s0/11159.pdf>. Acesso em: 10 ago. 2013.

SEIDL, E.M.F. ZANNON, C.M.L. da C. TRÓCCOLI, B.T. Pessoas Vivendo com HIV/AIDS: Enfrentamento, Suporte Social e Qualidade de Vida. Psicologia: Reflexão e Crítica. v.18, n.2, p.188-195. 2005. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/prc/v18n2/27469.pdf>. Acesso em: 13 ago. 2013.

SILVA, L.J. da. RICHTMANN, R. Vacinas em desenvolvimento: estreptococo do grupo B, herpes-zóster, HIV, malária e dengue. Jornal de Pediatria. Rio de Janeiro. v.82, n.3 (Supl), p.115-24. 2006. Disponível em: <http://www.jped.com.br/conteudo/06-82-S115/port_print.htm> . Acesso em: set. 2012.

TREVISOL, F.S. et al. Perfil epidemiológico dos pacientes com HIV atendidos no sul do Estado de Santa Catarina, Brasil, em 2010. Epidemiol. Serv. Saúde. v.22, n.1, p.87-94. Brasília. jan-mar. 2013. Disponível em: . Acesso em: 09 ago. 2013.

UNICEF, Fundo das Nações Unidas para a Infância. Como prevenir a transmissão vertical do HIV e da sífilis no seu município. Brasília-DF. 2008. Disponível em: < http://www.unicef.org/brazil/pt/br_hivsifilis_edu.pdf>. Acesso em: 12 ago. 2013.

VERONESI R. Doenças infecciosas e parasitárias. 8ª ed. Rio de Janeiro, Guanabara Koogan, 1991.

VERONESI R. Tratado de Infectologia. 3ª Ed. Editor científico: Focaccia, R. Vol I. São Paulo: Editora Atheuneu. 2005.

VERONESI R. Tratado de Infectologia. 8ª ed.Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; 1991.

WHO, World Health Organization. Report UNAIDS. Global Report. On the global AIDS epidemic. 2012. Disponível em: <http://www.unaids.org.br/documentos/UNAIDS_GR2012_em_en.pdf>. Acesso em: 15 jul. 2013.

ZORNITTA, Marlene. Os novos idosos com Aids e desigualdade à luz da bioética [dissertação]. Rio de Janeiro: Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP); 2008. Disponível em: . Acesso em: 07 ago. 2013.

Downloads

Publicado

2016-09-22

Como Citar

Trentin, G. C., Oliveira, R. R., & Cunha, A. N. (2016). Epidemiological profile of viruses holders who conduct HIV treatment in service specialist care in Sinop-MT. Scientific Electronic Archives, 9(4), 53–64. https://doi.org/10.36560/942016252