Clinical examination in gynecology consult X laboratory findings: evidence of the main infections of the reproductive tract

Autores

  • J. S. Sodré UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO
  • J. C. L. Silva
  • P. P. Cavalcanti

DOI:

https://doi.org/10.36560/932016330

Palavras-chave:

Gynecological Examination, Sexual Health, Sexually Transmitted Diseases

Resumo

Sexually transmitted infections (STIs) are among the most common public health problems worldwide. The study aimed to identify gynecological infectious etiology, based on the clinical complaint of the patient and later compare with the results released by the clinical laboratory, clinically analyzing external gynecological changes and clinical complaints of patients seen in primary care. This is a documentary, descriptive, and quantitative research, conducted in a primary care unit of the Sinop municipality in 2015. Women assisted by the Extension Project Team “Nursing care: A health promotion tool sexual and reproductive†participated in this work. The clinical examination data were collected in gynecological care and preventive examinations and recorded in a structured form. The number of preventive examinations in 2015 was 100 samples. The age of the women participating in the survey that stood out was 20 to 29 years old. Analyzing aspects of the cervix of patients who performed the Pap smear: 82 (82%) were complete, 5 (5%) showed some change, 6 (6%) were friable, 5 (5%) were not displayed having been surgically removed and 2 (2%) were not displayed. According to this survey, of the 20 amendments in the laboratory results, 14 (70%) examinations portrayed resemblance to the clinical description of the gynecological examination. The infectious agent of higher prevalence compared with the clinical description of abundant leucorrhea was Gardinerella vaginalis represented in 09 reports of cervical cytology. There was 68 (68%) negative Schiller test and 8 (8%) positive Schiller test and 24 (24%) women, unfortunately, did not perform the test for lack of material during collection at the unit. It is concluded that investment in health education is necessary, with groups that address women's health, emphasizing the importance of prevention as well as the return of the woman to take the laboratory results and/or post-therapeutic assessment; promoting the realization of more joint efforts for preventive collection for more flexible hours to give opportunity to the patient who has dual working day and offer minimum conditions for carrying out the Papanicolaou and Schiller test.

Referências

BECKER, Débora L. et al. Correlação entre Infecções Genitais e Alterações Citopatológicas Cervicais em Pacientes Atendidas no Sistema de Saúde Pública de Porto Alegre. DST - J bras Doenças Sexualmente Transmissíveis, v.23, n.3, p. 116-119. 2011.

BELDA, W.J. Doenças sexualmente transmissíveis. In.Doenças sexualmente transmissíveis. Conceito e classificação. São Paulo: Artheu,. cap. 1. p.1. 2009

BOATTO, Humberto Fabio., et al. Correlação entre os resultados laboratoriais e os sinais e sintomas clínicos das pacientes com candidíase vulvovaginal e relevância dos parceiros sexuais na manutenção da infecção em São Paulo, Brasil.. Rev Bras Ginecol Obstet.; 29(2):80-4, 2007

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais. Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas para Atenção Integral às Pessoas com Infecções Sexualmente Transmissíveis / Ministério da Saúde, Secretaria de Vigilância em Saúde, Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais. – Brasília : Ministério da Saúde, 2015. 120 p.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Cadernos de Atenção Básica. HIV/Aids, hepatites e outras DST/Ministério da Saúde. 8. ed. – Brasília : Ministério da Saúde, 2006a.

BRASIL, Ministério da saúde. Síndromes clínicas principais. In:____.Manual de controle das doenças sexualmente transmissíveis: IST. Brasília: Ministério as saúde,. p. 38-87. 2006b

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Cadernos de Atenção Básica. Controle dos cânceres do colo do útero e da mama. n.13 – Brasília : Ministério da Saúde, 2006c.

BRASIL. Conselho Nacional de Saúde. Resolução nº 466, de 12 de dezembro de 2012. Disponível em:<http://conselho.saude.gov.br/resolucoes/2012/Reso466.pdf>. Acesso em 25 de ago. 2015

BRAVO, Renato S., et al. Tricomoníase Vaginal: o que se Passa?. DST - J bras Doenças Sexualmente Transmissíveis, v.22, n.2, p. 73-80. Jul.2010.

BRINGEL, Ana Paula Vieira., et al. Análise dos laudos de papanicolaou realizados em uma unidade básica de saúde., Cogitare Enferm.; 17(4):745-51 v.17, n.4, p. 745-51 Out/Dez 2012

CAMARGO, Kélvia Cristina., et al. Secreção vaginal anormal: Sensibilidade, especificidade e concordância entre o diagnóstico clínico e citológico. Rev Bras Ginecol Obstet.; 37(5):222-8 2015.

EISHIMA, Suzana Yassue OKASAKI, Egle de Lourdes Fontes Jardim. Teste de Schiller: revisão da literatura. Rev Enferm UNISA; 8: 72-4.. 2007.

FERREIRA, D. F. Estatística Básica. Lavras: editora UFLA, 2005.

FILHO, Luciano Almeida dos Santos., et al. Perfil de mulheres submetidas ao exame preventivo de câncer de colo uterino. An Congr Bras Med Fam Comunidade. Maio; 12:1349. Belém, 2013

LEITÃO, Nilza Maria de Abreu., et al. Avaliação dos laudos citopatológicos de mulheres atendidas. remE – Rev. Min. Enferm.;12(4): 508-515, out./dez., 2008

LEITE, Sonia Regina Ribeiro de Figueiredo. Ensaio clínico randomizado comparando dois tratamentos para vaginose bacteriana, com estudo descritivo do perfil clínico, epidemiológico e microbiológico das mulheres antes do tratamento. p. 123. (Tese de Doutorado) Universidade Federal de Pernambuco,2010

MOHERDDAUI, Fabio. Abordagem sindrômica das doenças sexualmente transmissíveis. DST - J bras Doenças Sexualmente Transmissíveis v.12, n.4, p.40-49, 2000.

NADAL, Sidney Roberto CARVALHO, Julio José Máximo. Abordagem sindrômica das doenças sexualmente transmitidas. Rev bras Coloproct v.24, n.1, p.70-72. Janeiro/Março, 2004

RAUGUST,Tabata de Moraes.; DUARTE, Anna Carolina Ribeiro. Aspectos clínicos, epidemiológico e diagnóstico citológico de Candida sp, Gardnerella Vaginalis e Trichomonas Vaginalis. São Paulo. 2012.

TRIVIÑOS, A. N. S. Introdução à pesquisa em ciências sociais: a pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Atlas, 1987.

UFRGS ; Métodos de pesquisa / [organizado por] Tatiana Engel Gerhardt e Denise Tolfo Silveira ; coordenado pela Universidade Aberta do Brasil – UAB/UFRGS e pelo Curso de Graduação Tecnológica – Planejamento e Gestão para o Desenvolvimento Rural da SEAD/UFRGS. –120 p, Porto Alegre, 2009.

Downloads

Publicado

2016-07-15

Como Citar

Sodré, J. S., Silva, J. C. L., & Cavalcanti, P. P. (2016). Clinical examination in gynecology consult X laboratory findings: evidence of the main infections of the reproductive tract. Scientific Electronic Archives, 9(3), 116–121. https://doi.org/10.36560/932016330

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

<< < 1 2 3 > >>