Evaluation of the growth of young corn plants grown in different types of soil

Autores

  • T. P. D. Costa Universidade Federal do Oeste do Pará
  • I. L. D. Paranatinga Universidade Federal do Oeste do Pará
  • R. J. B. Pereira Universidade Federal do Oeste do Pará
  • F. C. Santos Universidade Federal do Oeste do Pará
  • P. C. Oliveira Universidade Federal do Oeste do Pará

DOI:

https://doi.org/10.36560/1212019617

Palavras-chave:

Zea mays L., vegetative development, biomass production, soil fertility.

Resumo

Corn is a crop of great national importance, being the second most produced grain in Brazil. However, their yield is affected, among other factors, by soil fertility. The objective of this work was to evaluate the initial growth of two cultivars of maize cultivated in different types of soil. The experiment was conducted in the form of a randomized block design, in a factorial scheme two maize cultivars (Pioneer and Bandeirantes) x 3 soil types (clayey, mixed and black soil), with eight replications each. The height and diameter of the stem were evaluated weekly. The dry mass of the aerial part (MSPA), roots (MSR) and total (MST), as well as the MSPA / MSR ratio, were evaluated 21 days after emergence of the seedlings. For the height and diameter data, regression analysis was performed at a 10% probability level. For the other variables, we analyzed the factorial variance at x b at the 5% probability level. The software BioEstat version 5.3 was used. It was observed that T1 and T2, for both cv. of maize, obtained the highest results for stem height and diameter, MSPA, MSR, MST and MSPA / MSR ratio. Regarding the cultivar, Pioneer was superior to Bandeirantes for the variables MSPA, MST and MSPA / MSR ratio. Therefore, clayey and mixed soils were superior to black soil, favoring the initial development of corn plants.

Referências

ALBUQUERQUE, A. W. DE; SANTOS, J. R.; MOURA FILHO, G.; REIS, L. S. Plantas de cobertura e adubação nitrogenada na produção de milho em sistema de plantio direto. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v. 17, n.7, p. 721-726, 2013.

ANDRADE JUNIOR, O.; RALISCH, R.; CARVALHO, P. R.; CALONEGO, J. C. Crescimento e produtividade de milho em três sistemas de manejo de solo e dois espaçamentos entrelinhas. Semina: Ciências Agrárias, Londrina, v. 35, n. 3, p. 1221-1230, 2014.

BARBOSA, W. S. S. Milho cultivado sob diferentes lâminas de irrigação e adubação nitrogenada. 116f. Tese de Mestrado – Universidade Federal de Alagoas, Rio Largo, Brasil, 2017.

BRASIL, E. C.; ALVES, V. M. C.; MARRIEL, I. E.; PITTA, G. V. E.; CARVALHO, J. G. DE. Matéria seca e acúmulo de nutrientes em genótipos de milho contrastantes quanto a aquisição de fósforo. Ciência e Agrotecnologia, v. 31, n. 3, p. 704–712, 2007.

BRITO, C. F. B.; FONSECA, V. A.; BEBÉ, F. V.; SANTOS, L. G. Desenvolvimento inicial do milho submetido a doses de esterco bovino. Revista Verde, Pombal, v 9, n. 3, p. 244 - 250, 2014.

CARVALHO, A. H. O.; PENA, F. E. R.; JAEGGI, M. E. P. C.; ALVAREZ, C. R. S.; LIMA, W. L. Desenvolvimento inicial do milho (Zea mays L.) cultivado com fertilizantes minerais e orgânicos. Cadernos de Agroecologia, v.10, n.1, 2015.

COMPANHIA NACIONAL DE ABASTECIMENTO (CONAB). Acompanhamento da safra brasileira de grãos, v. 4 - Safra 2016/17, n. 12, setembro 2017.

COSTA, M. S.; COSTA, Z. V. B.; ALVES, S. M. C.; NETO, M. F.; MARINHO, M. J. C. Avaliação nutricional do milho cultivado com diferentes doses de efluente doméstico tratado. Irriga, Botucatu, Edição Especial, p.12-26, 2012.

EMBRAPA: Sistema brasileiro de classificação de solos. 2. ed. Rio de Janeiro: Embrapa Solos. 2013. 306 p.

RODRIGUES, J. C.; VILAR, C. C.; VILAR, F. C. M.; OLIVEIRA NETO, A. M.; BOTTEGA, E. L. Levantamento da utilização das recomendações técnicas quanto a amostragem de solo, calagem e uso de fertilizantes minerais no cultivo da soja, no município de Mato Rico-PR. Revista Ciências Exatas e da Terra e Ciências Agrárias, v. 10, n. 1, p. 18-30, 2015.

ROSSETTI, K. V.; CENTURION, J. F. Sistemas de manejo e atributos físico-hídricos de um Latossolo Vermelho cultivado com milho. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, Campina Grande, v.17, n.5, p.472–479, 2013.

SCHLICHTING, A. F. Cultura do milho submetida a tensões de água no solo e doses de nitrogênio. Universidade Federal de Mato Grosso, Rondonópolis-MT. 2012. 83f.

SOUSA, S. S.; MOREIRA, S. G.; CASTRO G. F. de. Avaliação da fertilidade do solo por Agricultura de Precisão e Convencional. Revista Agrogeoambiental, Pouso Alegre, v. 8, n. 1, p. 33-46, 2016.

TROGELLO, E.; MODOLO, A. J.; CARNIELETTO, R.; KOLLING, E. M.; SCARSI, M.; SGARBOSSA, M. Desenvolvimento inicial e produtividade da cultura do milho no sistema de integração lavoura-pecuária. Revista Ceres, Viçosa, v. 59, n.2, p. 286-291, 2012.

Downloads

Publicado

2019-02-04

Como Citar

Costa, T. P. D., Paranatinga, I. L. D., Pereira, R. J. B., Santos, F. C., & Oliveira, P. C. (2019). Evaluation of the growth of young corn plants grown in different types of soil. Scientific Electronic Archives, 12(1), 10–14. https://doi.org/10.36560/1212019617

Edição

Seção

Agricultural Science