Influences and interferences in child growth and development

Autores

DOI:

https://doi.org/10.36560/1142018619

Palavras-chave:

childhood, child growth and development, nursing

Resumo

Childhood is a phase of life in which changes occur in a milder and significant way, with body alteration being the most significant. The growth and development parameters are the most used signs to evaluate the health conditions of the child in the different phases. Child care is focused on aspects of prevention and health promotion, in the sense of keeping the child healthy, and it is offered in the Family Health Strategy and applied in basic health care networks. The nurse is one of the professionals involved in the periodic monitoring of child growth and development and is constantly witnessing the situations that influence it. In this way, a bibliographical research was carried out with the objective of evidencing the main factors that influence and interfere in the children's growth and development, according to the published national literature, highlighting the importance of child care, the common diseases and identifying the role of health professionals. It is recognized at the end of the work the importance of a trained and prepared multi-professional team to act in all phases, and in the child care is of fundamental importance the existence of training courses, individual and team effort, only in this way the mother and child can enjoy safe puerperal care from the gestation to the next stages of life.

Biografia do Autor

S. V. Jezus, Universidade Federal de Mato Grosso

Possuo graduação em Enfermagem pela Universidade Federal de Mato Grosso (2004) e mestrado em Programa de Pós-Graduação em Educação pela Universidade Federal de Mato Grosso (2013). Atualmente sou professora Adjunto I, Coordenadora do Curso de Enfermagem da Universidade Federal de Mato Grosso- campus de Sinop, presidente do Colegiado de Curso, membro da Congregação do Instituto de Ciências da Saúde e membro do Núcleo Docente Estruturante. Com experiência na área de Saúde Pública, com ênfase na Estratégia de Saúde da Família.

B. C. S. N. Pereira, FASIPE

Bacharel em Enfermagem pela Fasipe no 2016, atualmente trabalha na saúde coletiva como Enfª responsável pelo Estratégia Saúde da Família (ESF II) no Município de Santa Carmem.

F. F. Bastida, FASIPE

Mestre em Terapia Intensiva, pela SOBRATI (2012), pós graduada em Docência do ensino Superior; Bacharel em enfermagem pela UNIPAR (2006). Atualmente Docente de Enfermagem da Faculdade FASIPE e Coordenadora do Núcleo de Pratica do Curso de Enfermagem. 

R. G Masochini, UFMT

Doutora em Enfermagem pela Universidade Federal do Rio de Janeiro- Escola de Enfer smagem Ana Nery-UFRJ, mestre em Saúde e Gestão do trabalho na Universidade do Vale do Itajaí-SC, na área da saúde do Idoso. Possui graduação em Enfermagem pela Universidade de Marília (2002) e em Educação Física pela Universidade de Marília-SP (1996) e especialização em Políticas Públicas no Instituto Cuiabano. Atualmente é professora titular - da disciplina Saúde do Adulto e Idoso-UFMT(Servidor Público). É coordenadora do Projeto Vida Leve- Atenção Básica da Universidade Federal de Mato Grosso. Trabalhou durante sete anos na Gerência de Enfermagem da Unidade de Saúde Botânico, no Município de Sinop e Educadora Física na Secretária de Esporte e Lazer. Em 2014, recebeu o Prêmio do Ministério da Saúde em Experiências Exitosas através do produto da dissertação intitulado: Ambiência Urbana e Capacidade Funcional dos idosos que migraram para região da Amazônia Legal.

A. N. Cunha, UFMT

Especialização em Saúde Pública, Coletiva e da Família pelo Instituto Tocantinense de Pós- Graduação, Brasil(2008) professor/auxiliar da Universidade Federal de Mato Grosso , Brasil.

Referências

AMARO, L.L. de M.; PINTO, S.A.; MORAIS, R.L. de S.; TOLENTINO, J.A.; FELÃCIO, L.R.; CAMARGOS, A.C.R.; FERREIRA, F.O.; GONÇALVES, C.A. Desenvolvimento infantil: comparação entre crianças que frequentam ou não creches públicas. Journal of Human Growthand Development 25(2): 170-176, 2015.

ARAÚJO, J.P.; SILVA, R.M.M. da; COLLET, N.; NEVES, E.T.; TOSO, B.R.G. de O.; VIERA, C.S. História da saúde da criança: conquistas, políticas e perspectivas. Rev Bras. Enferm. 67(6): 1000-7, 2014.

BARATIERI, T.; SOARES, L.G.; BOTTI, M.L.; CAMPANINI, A.C. Consulta de Enfermagem em puericultura: um enfoque nos registros de atendimentos. Rev. Enferm. UFSM 4(1): 206-216, 2014.

BONILHA, L.R.C.M.; RIVORÊDO, C.R.S.F. Puericultura: duas concepções distintas. Jornal de Pediatria 81(1): 7-13, 2005.

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil: promulgada em 05 de outubro de 1988. 4. ed. São Paulo: Saraiva, 1990. (Série Legislação Brasileira).

______. Ministério da Saúde. Agenda de compromissos para a saúde integral da criança e redução da mortalidade infantil. Ministério da Saúde. Brasília: Ministério da Saúde, 2004. 80p.

______. Ministério da Saúde. Política Nacional de Alimentação e Nutrição. Brasília: Ministério da Saúde, 2012a. 84 p.

______. Ministério da Saúde. DATASUS: Óbitos infantis no Brasil. 2012b. http://tabnet.datasus.gov.br/cgi/tabcgi.exe?sim/cnv/inf10uf.def

______. Ministério da Saúde. Saúde da criança: aleitamento materno e alimentação complementar. Ministério da Saúde, 2. ed. Brasília: Ministério da Saúde, 2015. 184 p.

CARRIJO, F.M.M.; SILVA, L.C.S. O papel do enfermeiro no acompanhamento do crescimento e desenvolvimento infantil. In: SEMINÃRIO PESQUISAR, 4., 2015. Anais... Aparecida de Goiânia: Faculdade Alfredo Nasser, 2015. ISSN 2447-2239.

CARVALHO, M.F.; LIRA, P.I.C.de; ROMANI, S. de A.M.; SANTOS, I.S.; VERAS, A.A.C. de A.; BATISTA FILHO, M. Acompanhamento do crescimento em crianças menores de um ano: situação nos serviços de saúde em Pernambuco, Brasil. Cad. Saúde Pública 24(3): 675-685, 2008.

DEL CIAMPO, L.A.; RICCO, R.G.; DANELUZZI, J.C.; DEL CIAMPO, I.R.L.; FERRAZ, I.S.; ALMEIDA, C.A.N. de. Programa de Saúde da Família e a Puericultura. Ciência & Saúde Coletiva 11(3): 739-743, 2006.

FIGUEIREDO, V. Tratado prático de enfermagem. São Caetano do Sul: Yendis editora, 2006.

FORMIGA, C.K.M.R. Crescimento e desenvolvimento neuropsicomotor de crianças de zero a dois anos. Pediatria Moderna 51(11): 405-410, 2015.

FROTA, A.M.M.C. Diferentes concepções da infância e adolescência: a importância da historicidade para sua construção. Estudos e Pesquisas em Psicologia 7(1): 147-160, 2007.

FUJIMORI, E., BORGES, A.L.V. Avaliação do crescimento. In: FUJIMORI, E.; OHARA, C.V. da S. (Org.). Enfermagem e a saúde da criança na atenção básica. Barueri: Manole, 2009. p.121-151.

GAUTÉRIO, D.P.; IRALA, D.A.; CEZAR-VAZ, M.R. Puericultura em Enfermagem: perfil e principais problemas encontrados em crianças menores de um ano. Rev. Bras. Enfermagem 65(3): 508-513, 2012.

HIGUCHI, C.H.; FUJIMORI, E.; CURSINO, E.G.; CHIESA, A.M.; VERÃSSIMO, M. de L.ÓR..; MELLO, D.F. de. Atenção Integrada à s Doenças Prevalentes na Infância (AIDPI) na prática de enfermeiros egressos da USP. Rev Gaúcha Enferm 32(2): 241-247, 2011.

MARCONDES, E.; OKAY, Y.; COSTA VAZ, F.A.; RAMOS, J.L.A. Pediatria Básica: Tomo I, Pediatria Geral e Neonatal. 9. ed. São Paulo: Sarvier, reimp. 2003.

MARTINS, C.B. de G.; PESSOA, T.A.O.; LIMA, F.C.A.; GAÃVA, M.A.M. Crescimento e desenvolvimento de recém nascidos de risco, após seis meses de vida: inquérito domiciliar. Saúde Santa Maria 40(2): 155-162, 2014.

MARTINEZ, E.A.; TOCANTIS, F.R.; SOUZA, S.R. As especificidades da comunicação na assistência de enfermagem à criança. Rev Gaúcha Enferm 34(1): 37-44, 2013.

MIRANDA, M. de; BERNARDES, O.C.; MELLO, T.C.V. de; SILVA, T.A.; RINALDI, A.E.M.; CRISPIM, C.A. Avaliação antropométrica na infância: uma revisão. Brazilian Journal of Sports Nutrition 1(1): 37–45, 2012.

MOMO, M.; COSTA, M.V. Crianças escolares do século XXI: para se pensar uma infância pós-moderna. Cadernos de Pesquisa 40(141): 965-991, 2010.

MONTARROYOS, E.C.L.; COSTA, K.R.L.; FORTES, R.C. Antropometria e sua importância na avaliação do estado nutricional de crianças escolares. Com. Ciências Saúde 24(1): 21-26, 2013.

MONTEIRO, F.P.M.; ARAUJO, T.L. de; XIMENES, L.B.; VIEIRA, N.F.C. Ações de promoção da saúde realizadas por enfermeiros na avaliação do crescimento e desenvolvimento infantil. Ciência e enfermagem 20(1): 97-110, 2015.

MORAIS, M.B.; CAMPOS, S.O.; HILÃRIO, M.O.E. Pediatria: diagnóstico e tratamento. Barueri, SP: Manole, 2013.

MURTA, G. F. Saberes e Práticas: Guia de aprendizado de enfermagem. 8. ed. São Caetano do Sul, SP: Difusão Editora, 2014.

NASCIMENTO, C.T.; BRANCHER, V.R..; OLIVEIRA, V.F. A construção social do conceito: infância: algumas interlocuções históricas e sociológicas. Contexto e Educação 23(79): 47-63, 2008.

OLIVEIRA, A.T.S.A. de; MOREIRA, C.T.; MACHADO, C.A.; VASCONCELOS NETO, J.A.; MACHADO, M. de F.A.S. Crendices e práticas populares: influência na assistência de enfermagem prestada à criança no programa saúde da família. RBPS 19(1): 11-18, 2006.

OLIVEIRA, V.C.; CADETE, M. M. M. A consulta de enfermagem no acompanhamento do crescimento e desenvolvimento infantil. Revista Mineira de Enfermagem 11(1): 77-80, 2006.

PARANHOS, V.D.; PINA, J.C; MELLO, D.F. Atenção integrada às doenças prevalentes na infância e o enfoque nos cuidadores: revisão integrativa da literatura. Rev. Latino-Am. Enfermagem 19(1): 203-211, 2011.

PEDRAZA, D.F.; QUEIROZ, D.; SALES, M.C. Doenças infecciosas em crianças pré-escolares brasileiras assistidas em creches. Ciência & Saúde Coletiva 19(2): 511-528, 2014.

PUCCINI, R.F.; HILÃRIO, M.O.E. Semiologia da criança e do adolescente. 1. ed. 2008. 346p.

RAMOS, M.K.P.; LIMA, A.M.C.; GUBERT, M.B. Agenda para intensificação da atenção nutricional à desnutrição infantil: resultados de uma pactuação interfederativa no Sistema Único de Saúde. Rev. Nutr. 28(6): 641-653, 2015.

RODOVALHO, J.C.; BRAGA, A.K.P.; FORMIGA, C.K.M.R. Diferenças no crescimento e desenvolvimento neuropsicomotor de crianças em centros de educação infantil e Goiânia/ GO. Revista Eletrônica de Enfermagem 14(1): 122-132, 2012.

ROMANI, S.A.M.; LIRA, P.I.C. Fatores determinantes do crescimento infantil. Rev. Bras. Saúde matern. Infantil 4(1): 15-23, 2004.

SANTOS, A.; LAURO, B.R. Infância, criança e diversidade: proposta e análise. In: SIMPÓSIO DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE JUIZ DE FORA, 3., 2005. Anais... Juiz de Fora: UFJF, 2005.

SANTOS, M.E.A.; QUINTÃO, N.T.; ALMEIDA, R.X. Avaliação dos marcos do desenvolvimento infantil segundo a estratégia da atenção integrada às doenças prevalentes na infância. Esc. Anna Nery 14(3): 591-598, 2010.

SOUZA, A.L.F.; GOUVEIA, M.T. de O.; ALMEIDA, M. de J.L.; TORRES, C.R.D. Acompanhamento do crescimento e desenvolvimento infantil na atenção básica. Rev. Enferm. UFPI 31(5): 31-35, 2013.

UNA-SUS/UFMA. A saúde da criança e a saúde da família: crescimento e desenvolvimento e a assistência de enfermagem. COSTA, D. D. de O. et al; (Org.). São Luís, 2014. 39p.

UN IGME - UN Inter-agency Group for Child Mortality Estimation. Levels and trends in child mortality: Report 2015, UNICEF, New York, 2015.

VIEIRA, V.C. de L.; FERNANDES, C.A.; DEMITTO, M. de O.; BERCINI, L.O.; SCOCHI, M.J.; MARCON, S.S. Puericultura na atenção primária à saúde: atuação do enfermeiro. Cogitare Enfermagem 17(1): 119-125, 2012.

Downloads

Publicado

2018-08-01

Como Citar

Jezus, S. V., Pereira, B. C. S. N., Bastida, F. F., Masochini, R. G., & Cunha, A. N. (2018). Influences and interferences in child growth and development. Scientific Electronic Archives, 11(4), 93–98. https://doi.org/10.36560/1142018619

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>