Bradyrhizobium and azospirllum interaction in soybean cultivars (Glycine Max (l.) Merrill) and their effects on productivity

Autores

  • T. O. D. Gonzaga
  • A. S. Silva Filho
  • V. L. Silva UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS-UEG MESTRANDO DESENVOLVIMENTO RURAL E SUSTENTÁVEL-SÃO LUÍS DE MONTES BELOS-GO

DOI:

https://doi.org/10.36560/1312020864

Palavras-chave:

Growth promoting bacteria, Glycine max, seed treatment

Resumo

Brazil is a major producer of soybeans and a model in the use of biological nitrogen fixation, however, few authors are investigating the use of more than one genus of bacteria acting alone and / or together. An example is the use of the diazotrophic bacteria of the genus Bradyrhizobium and Azospirillum, the latter besides the fixation presents growth promoting function. Thus, the objective of this bibliographic review and to verify the influence on the productive performance Bradyrhizobium japonicum and Azospirillum brasilense, in the soybean crop. 

Biografia do Autor

V. L. Silva, UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS-UEG MESTRANDO DESENVOLVIMENTO RURAL E SUSTENTÁVEL-SÃO LUÍS DE MONTES BELOS-GO

Graduada em Agronomia pela Universidade do Estado de Mato Grosso (UNEMAT), Campus de Nova Xavantina-MT (2014). Pós-Graduada em Fertilidade do Solo e Nutrição de Plantas, União Educacional de Brasília em parceria com CPEX MT, UNEB-DF, (2014). Pós-Graduando em Agroecologia (2017/2018) - Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT), Barra do Garças. ATUALMENTE MESTRANDA EM DESENVOLVIMENTO RURAL E SUSTENTÃVEL-UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÃS, SÃO LUÃS DE MONTES BELOS-GO.

Referências

AGRONOTÃCIAS MT. Embrapa lança novo inoculante líquido para soja. 2013. Disponível em: www.agronoticiasmt.com.br/noticias/embrapa-lança-novo-inoculantes-liquido-para-soja.htlm. Acessado em: 01 de dezembro de 2013.

BRANDELERO, E. M.; PEIXOTO, C. P.; RALISCH, R. Nodulação de cultivares de soja e seus efeitos no rendimento de grãos. Semina: Ciências Agrárias, Londrina - PR. 2009.

CÂMARA, G. M. de S. (s.d.). Bases de fisiologia da cultura da soja. Piracicaba – SP. Disponível em:< http://www.google.com.br/url?sa=t&rct=j&q=&esrc=s&source=web&cd=1&sqi=2&ved=0CCsQFjAA&url=http%3A%2F%2Fwww.ipni.net%2Fppiweb%2Fpbrazil.nsf%2Fb2aaf15da221a95785256a6d006d7a23%2F2364d9f752603bcf83256c70005850b7%2F%24FILE%2FAnais%2520Gil%2520Miguel%2520de%2520Souza%2520C%25C3%25A2mara.doc&ei=L4aiUsriFeehsQTOqIC4Bg&usg=AFQjCNGrHYsExvUHrz44TwedftqbGT80ow&sig2=HIhbFCltAEDDCyq2LgrDoA&bvm=bv.57752919,d.cWc>.

CASTILHOS, D. D.; GUADAGNIN, C. A.; SILVA, M. DA. da; LEITZKE, V. W.; FERREIRA, L. H.; NUNES, M. C. Acúmulo de cromo e seus efeitos na fixação biológica de nitrogênio e absorção de nutrientes em soja. Rev. Bras. de Agrociência, v.7 n.2, p. 121-124. 2001.

DIEHL, S. R. L. & JUNQUETTI, M. T. de G. (s.d.). Soja (Glycine max). Disponível em:< http://www.agrobyte.com.br/soja.htm.

EMBRAPA SOJA (Empresa Brasileira de Pesquisas Agropecuárias). Tecnologias de produção de soja região central do Brasil 2004. Embrapa. 2000.

FAGAN, E. B.; MEDEIROS, S. L. P.; MANFRON, P. A.; CASAROLI, D.; SIMON, J.; NETO, D. D.; LIER, Q. de J. v.; SANTOS, O. S.; MÜLLER, L. Fisiologia da fixação biológica do nitrogênio em soja. Revista da FZVA. Uruguaiana. 2007.

FREIRE, J. R. J. & VERNETTI, F. de J. A pesquisa com soja, a seleção de rizóbios e a produção de inoculantes no Brasil. Artigo de revisão, 1997.

FREITAS, M. de C. M. de. A cultura da soja no Brasil: o crescimento da produção brasileira e o surgimento de uma nova fronteira agrícola. ENCICLOPÉDIA BIOSFERA, Centro Científico Conhecer - Goiânia, GO. 2011.

LIMA FILHO, R. R. de . CONAB revisou para cima a área plantada e a produção de soja no Brasil em 2013/2014. 2013. Disponível em:http://www.scotconsultoria.com.br/noticias/todas-noticias/32767/conab-revisou-para-cima-a-area-plantada-e-a-producao-de-soja-no-brasil-em-20132014.htm. .

GUALTER, R. M. R.; BODDEY, R. M.; RUMJANEK, N. G.; FREITAS, A. C. R. de.; XAVIER, G. R. . Eficiência agronômica de estirpes de rizóbio em feijão‑caupi cultivado na região da Pré‑Amazônia maranhense. Pesq. agropec. bras., Brasília - DF. 2011.

HUNGRIA, M.; CAMPOS, R. J.; MENDES, L. C. Fixação Biológica do Nitrogênio na Cultura da Soja. Londrina: Embrapa Soja. 2001. 48p.

LIMA, S. C.; LOPES, E. S.; LEMOS, E. G. M. Caracterização de rizóbios (Bradyrhizobium japonicum) e produtividade da soja. Scientia Agricola. Piracicaba. 1998.

MALAVOLTA, E.; VITTI, G.C. & OLIVEIRA, S.A. Avaliação do Estado Nutricional das Plantas. 2ª. Edição - Potafos. Piracicaba, SP. 1997, 3019p. Disponível em:< http://www.solos.esalq.usp.br/coleta.htm>.

ROCKENBACH, A. P.; CAMPOS, B. C. de. (s.d.). Influência de diferentes doses de nitrogênio sobre nodulação e produtividade de grãos de soja. Seminário Interinstitucional de Ensino, Pesquisa e Extensão, XIII Amostra de Iniciação Científica e VIII Amostra de Extensão.

SEMENTES PRODUTIVA. (s.d.). Sementes de Soja. Disponível em:< http://www.sementesprodutiva.com.br/produtiva/public/index/produtos/controllers/index>.

SILVA, A. F. da; CARVALHO, M. C. de; SCHONINGER, E. L.; MONTEIRO, S.; CAIONE, G.; SANTOS, P. A. Doses de inoculante e nitrogênio na semeadura da soja em área de primeiro cultivo. Biosci. J., Uberlândia. 2011.

SOARES, R. A. Diferenças genômicas entre a estirpe Bradyrhizobium elkanii SEMIA 587 e a estipe de referência B. Japonicum USDA 110. Dissertação de Mestrado. Porto Alegre - RS. 2009. Disponível em:< http://www.lume.ufrgs.br/handle/10183/17062>.

VARGAS, M. A. T. & HUNGRIA, M. Fixação de nitrogênio na cultura da soja. In: VARGAS, M. A. T. & HUNGRIA, M. Biologia dos solos do Cerrado. Planaltina – DF, ed. II. EMBRAPA-CPAC (Centro de Pesquisa Agropecuária dos Cerrados), 1997.

XAVIER, G. R.; RUMJANEK, N. G.; GUEDES, R. E. (s.d.). Fixação biológica de nitrogênio. Disponível em:< http://www.agencia.cnptia.embrapa.br/gestor/feijao-caupi/arvore/CONTAG01_24_510200683536.html.>.

ZILLI, J. & MARSON, L. C. Inoculação de sementes de soja com Bradyrhizobium. 2011. Disponível em:< http://www.grupocultivar.com.br/site/content/artigos/artigos.php?id=181>.

https://revistagloborural.globo.com/Noticias/Agricultura/noticia/2018/01/conab-producao-de-graos-na-safra-20172018-deve-ser-de-22795-milhoes-de-toneladas.html.

BENINTENDE, S. et al. Comparación entre coinoculación con Bradyrhizobium japonicum y Azospirillum brasilense e inoculación simple con Bradyrhizobium japonicum en la nodulación, crecimiento y acumulación de N en el cultivo de soja. Agriscientia, Córdoba, v. 27, n. 2, p. 71-77, 2010.

FAGAN, E. B. et al. Fisiologia da fixação biológica do nitrogênio em soja: revisão. Revista da FZVA, Uruguaiana, v. 14, n. 1, p. 89-106, 2007.

MOREIRA, F. M. S.; SIQUEIRA, J. O. Microbiologia e bioquímica do solo. 2. ed. Lavras: UFLA, 2006. 729 p.

PAVANELLI, L. E.; ARAÚJO, F. F. D. Fixação biológica de nitrogênio em soja em solos cultivados com pastagens e culturas anuais do oeste paulista. Bioscience Journal, Uberlândia, v. 25, n. 1, p. 21-29, 2009.

Downloads

Publicado

2020-01-03

Como Citar

Gonzaga, T. O. D., Silva Filho, A. S., & Silva, V. L. (2020). Bradyrhizobium and azospirllum interaction in soybean cultivars (Glycine Max (l.) Merrill) and their effects on productivity. Scientific Electronic Archives, 13(1), 60–66. https://doi.org/10.36560/1312020864

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

> >>