Prevalence of hypertension and risk factors in Sinop city (Mato Grosso/Brazil)

Autores

  • C. S. Gregolin Universidade Federal de Mato Grosso http://orcid.org/0000-0002-9175-9076
  • S. L. B. Souza Faculdade de Medicina (FMB), Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (UNESP), Campus de Botucatu, São Paulo, Brasil.
  • R. Oliveira Instituto de Ciências da Saúde (ICS), Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Campus Universitário de Sinop, Sinop, Mato Grosso, Brasil.
  • F. J. Lourenço Instituto de Ciências da Saúde (ICS), Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Campus Universitário de Sinop, Sinop, Mato Grosso, Brasil.
  • A. F. Nascimento Instituto de Ciências da Saúde (ICS), Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Campus Universitário de Sinop, Sinop, Mato Grosso, Brasil.
  • M. M. Sugizaki Instituto de Ciências da Saúde (ICS), Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Campus Universitário de Sinop, Sinop, Mato Grosso, Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.36560/1262019973

Palavras-chave:

Hypertension, obesity, cardiovascular disease

Resumo

Hypertension is a chronic disease considered an important risk factor to high level of morbidity and mortality in the world. The objective was to evaluate the prevalence of hypertension and cardiovascular risk factors in Sinop (MT/Brazil). This cross-sectional study was conducted in 2014 between February and November. Data collection included self-reported behavioral risk factors and clinical measurements comprising blood pressure and anthropometry, totaling 649 adult subjects. The prevalence of hypertension was 39%, being higher in men (23%) than women (16%). Overall, 33.4% were obese and 39.9% were overweight; 12.5% smoke one or more packs of cigarettes per day; 68.9% were sedentary; 50.5% demonstrated altered waist/hip ratio; 22.8% and 50.8%, respectively, presented high and very high cardiovascular risk by waist circumference measure. Odds ratio analyses demonstrated that hypertension was associated with male subjects, increased age, excess weight and high waist/hip ratio as well altered waist circumference. This study showed high prevalence of hypertension, overweight and obesity in Sinop/MT. In addition, many hypertensive patients under anti-hypertensive treatment showed uncontrolled blood pressure levels. There was a significant association between hypertension and age, gender, body mass index, waist circumference and waist/hip ratio.

Biografia do Autor

C. S. Gregolin, Universidade Federal de Mato Grosso

Progama de Pós-Graduação em Ciências da Saúde (PPGCS)

S. L. B. Souza, Faculdade de Medicina (FMB), Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (UNESP), Campus de Botucatu, São Paulo, Brasil.

Programa de Fisiopatologia em Clínica Médica.

R. Oliveira, Instituto de Ciências da Saúde (ICS), Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Campus Universitário de Sinop, Sinop, Mato Grosso, Brasil.

Instituto de Ciências da Saúde (ICS).

F. J. Lourenço, Instituto de Ciências da Saúde (ICS), Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Campus Universitário de Sinop, Sinop, Mato Grosso, Brasil.

Instituto de Ciências da Saúde (ICS).

A. F. Nascimento, Instituto de Ciências da Saúde (ICS), Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Campus Universitário de Sinop, Sinop, Mato Grosso, Brasil.

Instituto de Ciências da Saúde (ICS).

M. M. Sugizaki, Instituto de Ciências da Saúde (ICS), Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Campus Universitário de Sinop, Sinop, Mato Grosso, Brasil.

Instituto de Ciências da Saúde (ICS).

Referências

BARBOSA, J. B. et al. Prevalência da hipertensão arterial em adultos e fatores associados em São Luís - MA. Arquivos Brasileiros de Cardiologia. 91:260-66, 2008.

BRAGA JR. F. Hipertensão arterial e atividade física em Cuiabá: estudo de base populacional. 131f. (Dissertação de Mestrado) - Instituto de Saúde Coletiva da Universidade Federal de Mato Grosso, Cuiabá, Brasil, 2007.

BRASIl. Ministério da Saúde. Hipertensão Arterial Sistêmica (Caderno de Atenção Básica, 15). Brasília. 58p. 2006. http://www.saude.gov.br/bvs

CESARINO, C. B. et al. Prevalência e fatores sociodemográficos em hipertensos de São José do Rio Preto - SP. Arquivos Brasileiros de Cardiologia 91:31-35, 2008.

COQUEIRO, R. S. et al. Fatores associados à hipertensão arterial em adultos acompanhados por uma unidade de saúde da família. Revista Brasileira de Medicina 17-23, 2009.

COSTA, J. S. D. et al. Prevalência de hipertensão arterial em adultos e fatores associados: um estudo de base populacional urbana em Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil. Arquivos Brasileiros de Cardiologia 88:59-65, 2007.

GUS, I. et al. Prevalência, reconhecimento e controle da hipertensão arterial sistêmica no estado do Rio Grande do Sul. Arquivos Brasileiros de Cardiologia 83: 424-28, 2004.

GUS, M. et al. Associação entre diferentes indicadores de obesidade e prevalência de hipertensão arterial. Arquivos Brasileiros de Cardiologia 70:111-14, 1998.

JARDIM, P. C. B.V. et al. Hipertensão arterial e alguns fatores de risco em uma capital brasileira. Arquivos Brasileiros de Cardiologia 88:452-57, 2007.

LEE, D. et al. Leisure-time running reduces all-cause and cardiovascular mortality risk. Journal of the American College of Cardiology 64:272-81, 2014.

LESSA, I. et al. Hipertensão arterial na população adulta de Salvador (BA) - Brasil. Arquivos Brasileiros de Cardiologia 87:747-756, 2006.

MARTINS, M. S. A. S. et al. Hipertensão arterial e estilo de vida em Sinop, município da Amazônia Legal. Arquivos Brasileiros de Cardiologia 95:639-44, 2010.

MOREIRA, N. F. et al. Obesidade: principal fator de risco para hipertensão arterial sistêmica em adolescentes brasileiros participantes de um estudo de coorte. Arquivos Brasileiros de Endocrinologia & Metabologia 57: 520-26, 2013.

NASCENTE, F. M. N. et al. Hipertensão arterial e sua correlação com alguns fatores de risco em cidade brasileira de pequeno porte. Arquivos Brasileiros de Cardiologia 95:502-509, 2010.

OPAS. Organização Pan-Americana de Saúde. Dia mundial da saúde 2013 destaca o controle da hipertensão. Brasil. 2013. https://www.paho.org/bireme/index.php?option=com_content&view=article&id=205:dia-mundial-da-saude-2013-destaca-o-controle-da-hipertensao&Itemid=183&lang=pt

PEREIRA, M. R. et al. Prevalência, conhecimento, tratamento e controle de hipertensão arterial sistêmica na população adulta urbana de Tubarão, Santa Catarina, Brasil, em 2007. Cadernos de Saúde Pública 23: 2363-74, 2007.

RADOVANOVIC, C. A. T. et al. Hipertensão arterial e outros fatores de risco associados às doenças cardiovasculares em adultos. Revista Latino-Americana de Enfermagem. 22: 547-53, 2014.

ROSÃRIO, T. M. et al. Prevalência, controle e tratamento da hipertensão arterial sistêmica em Nobres - MT. Arquivos Brasileiros de Cardiologia 93: 272-78, 2009.

SBC, SBH & SBN. Sociedade Brasileira de Cardiologia, Sociedade Brasileira de Hipertensão, Sociedade Brasileira de Nefrologia. VI Diretrizes Brasileiras de Hipertensão. Arquivos Brasileiros de Cardiologia 95: 1-51, 2010.

SILVA, D. A. S. et al. Pré-hipertensão e hipertensão em adultos de Florianópolis: estudo de base populacional. Revista de Saúde Pública 46:988-98, 2012.

SOUZA, A. R. A. et al. Um estudo sobre hipertensão arterial sistêmica na cidade de Campo Grande, MS. Arquivos Brasileiros de Cardiologia 88: 441-446, 2007.

WHO. World Health Organization. Q&A on hypertension. 2015. https://www.who.int/features/qa/82/en/

WHO. World Health Organization. Waist circumference and waist-hip ratio: report of a WHO expert consultation. 8-11, 2008.

Downloads

Publicado

2019-12-02

Como Citar

Gregolin, C. S., Souza, S. L. B., Oliveira, R., Lourenço, F. J., Nascimento, A. F., & Sugizaki, M. M. (2019). Prevalence of hypertension and risk factors in Sinop city (Mato Grosso/Brazil). Scientific Electronic Archives, 12(6), 86–92. https://doi.org/10.36560/1262019973

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)