Morphological, physical and chemical attributes of the soil profile to the right margin of the Paraguay river, Baia da Campina, Cáceres (MT)

A. T. Martins-Oliveira, L. E. S. Stefanello, T. M. Santos, V. R. Pinto, C. A. Souza, J. B. Sousa

Resumo


The fluvial dynamics corresponds to the natural changes of river channels that can influence the water energy, type and morphology of the gutter, geological structure and soil types. In this context, the type of soil present on the banks of the rivers stands out, which due to their morphological, physical and chemical characteristics, will offer greater or less resistance to marginal erosive processes. Whit this study, we aim to verify the contribution of soil morphological, physical and chemical attributes in the natural dynamics of the right bank of the Paraguay River. The studied area is located in the Pantanal Matogrossense, sub-region of Cáceres, and comprises the right bank of the Paraguay River, in the region of Baia da Campina, approximately 10 km away from the municipality of Cáceres, Mato Grosso, Brazil. We carry out morphological, granulometric and chemical description of the soil. The data were tabulated in a spreadsheet, being subsequently analyzed and discussed. The vegetation occurring in the study area is of the seasonal / cerrado and alluvial forests type, with the presence of low and semi-shrub vegetation. We classified the soil profile in the section studied as Fluvic Tb Endoeutrophic Neosol, presenting medium texture and, in general, high levels of sand and low levels of clay. The values referring to the effective cation exchange capacity (CTC) obtained in this study, were classified from low to very good, a characteristic that allows the existence of low and semi-shrubby vegetation, which contributes to the resistance to erosive processes, even that the soil has a low presenting resistance physical structure.


Palavras-chave


Fluvial dynamics; Marginal erosion processes; Paraguai River

Texto completo:

PDF

Referências


ABDON, M.M.; SILVA, J.S.V. Fisionomias da Vegetação nas Sub-regiões do Pantanal Brasileiro. São José dos Campos: INPE; Campinas: Embrapa Informática Agropecuária. 1 CD-ROM. 2006.

ALVAREZ V. V.H.; NOVAES, R. F. de; BARROS, N. F. de; CANTARUTTI, R. B.; LOPES, A. S. Interpretação dos resultados das análises de solos. In: Ribeiro, A.C.; Guimaraes, P.T.G.; Alvarez V., V.H. (Ed.). Recomendação para o uso de corretivos e fertilizantes em Minas Gerais: 5. Aproximação. Viçosa: Comissão de Fertilidade do Solo do Estado de Minas Gerais, p.25-32, 1999.

APRILE, F.M.; LORANDI, R.; JUNIOR, I.B. A dinâmica costeira e os processos erosivos na foz do Rio Doce, Espírito Santo – Brasil. Bioikos, PUC-Campinas, 18 (1), 71-78, 2004.

ASSIS, P. C. de O.; LACERDA, R. D. de; AZEVEDO, H. M. de; NETO, J. D.; FARIAS, C. H. de A. Resposta dos parâmetros tecnológicos da cana-de-açúcar a diferentes lâminas de irrigação e adubação. Revista de Biologia e Ciências da Terra, 4 (2), 2004.

BROOKES, A. River channel change. In: Petts, G; Calow, P. (Ed.). River flows and channel forms. Blackwell Science Ltd. Oxford, Reino Unido, p. 221- 240, 1996.

CAMPOS, M.C.C. RIBEIRO, M.R.; JÚNIOR, V.S.S.; FILHO, M.R.R.; ALMEIDA, M.C. Topossequência de solos na transição Campos Naturais-Floresta na região de Humaitá, Amazonas. Acta Amazônica, vol. 42(3) 387-398, ISSN 0044-5967, 2012.

COSTA, A. C. S.; COELHO, S. M. R. Efeito do manejo do solo em Latossolo Vermelho-Escuro textura média-LEd2 do Município de Paranavaí-Paraná. II. Estabilidade dos agregados em água. In: CONGRESSO BRASILEIRO E ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA SOBRE CONSERVAÇÃO DE SOLOS, Londrina: SBCS, 8, p.35, 1990.

DE SOUZA, C. A.; Cunha, S. B. da. Pantanal de Cáceres - MT: dinâmica das margens do rio Paraguai entre a cidade de Cáceres e a estação ecológica da ilha de Taiamã-MT. Revista Eletrônica da Associação dos Geógrafos Brasileiros, p. 18-42, 2007.

DE SOUSA, J. B.; PIERANGELI, M. A. P.; SERAFIM, M. E.; SOUZA, C. A. Atributos morfológicos, físicos e químicos de solos e processos erosivos nas margens do rio Paraguai, Pantanal superior, Mato Grosso, Brasil. Bol. geogr., Maringá, 33 (1), p. 109-122, 2015.

DE SOUZA, C. A.; Vendramini, W. J.; Souza, M. A. 2012. Assoreamento na baía do Sadao no rio Paraguai – Cáceres – Mato Grosso. Cadernos de Geociências, 9 (2), p. 85-93, 2012.

EMBRAPA. Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Centro Nacional de Pesquisa de Solos. Manual de métodos de análises de solo. 2ª edição, Rio de Janeiro, 212p, 1997.

EMBRAPA - Empresa Brasileira De Pesquisa Agropecuária. Centro Nacional de Pesquisa de Solos. Sistema brasileiro de classificação de Solos. 2ª edição, Rio de Janeiro, 306p.: il. ISBN: 85-85864-19, 2006.

JAKELAITIS, A.; SILVA, A. A.; SANTOS, J. B.; VIVIAN, R. Qualidade da camada superficial de solo sob mata, pastagens e áreas cultivadas. Pesquisa Agropecuária Tropical, 38 (2) 118-127, 2008.

Jenny, H. Fatores na formação do solo: um sistema de pedologia quantitativa. Courier Corporation, New York, 1941.

LOPES, A. S.; GUILHERME, L. R. G. Interpretação de Análise de Solo: Conceitos e aplicações. Lavras: ANDA, 50 p, 2004.

MORGAN, R.P.C. Erosão e Conservação do Solo da RPC, 3ª edição. Blackwell Publishing, Oxford, 304p, ISBN 1-4051-1781-8, 2005.

RIBEIRO, A. C.; GUIMARÃES, P. T. G.; ALVAREZ V. V. H. Recomendações para o uso de corretivos e fertilizantes em Minas Gerais: 5ª aproximação. Viçosa, MG: Comissão de Fertilidade do solo do Estado de Minas Gerais,359 p, 1999.

Ricci, M.S.F. A Importância da Matéria Orgânica para o Cafeeiro. 2006. http://www.cnpab.embrapa.br/publicacoes/artigos/mat_org_cafeeiro.html/

SANTOS, F. A. S. MARIANO, R. S. R.; PIERANGELI, M. A. P.; SOUZA, C. A.; BAMPI, A. C. Atributos químicos e físicos de solos das margens do Rio Paraguai. Revista Ambiente & Água, 8 (1), p. 239-249, 2013.

SANTOS, R. D.; LEMOS, R. C.; SANTOS, H. G.; KER, J. C.; ANJOS, L. H. C. Manual de descrição e coleta de solo no campo. 5 ed. Viçosa: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo; Rio de Janeiro: Embrapa-CNPS, 2005.

SANTOS, A.C.; PEREIRA, M.G.; ANJOS, L.H.C.A.; BERNINI, T.A.; COOPER, M.; NUMMER, A.R.; FRANCELINO, M.R. Gênese e classificação de solos numa topossequência no ambiente de mar de morros do médio Vale do Paraíba do Sul, RJ. Revista Brasileira de Ciência do Solo 34 (4), p. 1297-1314, 2010.

SILVA, F.M.F. Matéria Orgânica na Cafeicultura. Trabalho de conclusão de curso, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas Gerais, Campus Muzambinho,38 p, 2010.

SILVA, A.; SOUZA, C. A.; ZANI, H. Avaliação da erosão na margem direita do rio Paraguai a jusante da praia do Julião município de Cáceres-MT. Revista Geográfica Acadêmica, (1) 1, 2007.

SILVA, A.C.; TORRADO, P.V.; JUNIOR, J.S.A. 1999. Métodos de quantificação da matéria orgânica do solo. Revista da Universidade de Alfenas, 5 (1) p. 21-26, 1999.

SIMONSON, R.W. Esboço de uma teoria generalizada da gênese do solo 1. Soil Science Society of America Journal, 23 (2), p. 152-156, 1959.

SOUSA, J. B. Caracterização e gênese de solos em ambientes de cordilheira e campo de inundação periódica da sub-região do Pantanal de Poconé, Mato Grosso. 72. (Doctoral Thesis) Universidade Federal de Viçosa. Viçosa, Minas Gerais, Brasil, 2003.

SOUZA, M.C.M.; Monteiro, R.N.F.; Santos, F.R.M; Camelo, F.M.B.; Sales, M.L.M.; Nunes, P.J.F. Avaliação dos teores de alumínio encontrados em análises de solo do município de Ibiapina-CE. In: II Workshop Internacional de Inovações Tecnológicas na Irrigação & I Simpósio Brasileiro sobre o uso múltiplo da água. Fortaleza-CE; 79-82, 2008.

VELOSO, C. A. C. Malavolta, E. Muraoka, T. Carvalho, E. J. M. Alumínio e a absorção de cálcio por mudas de pimenta do reino. Scientia Agricola, 57 (1), p. 141-145, 2000.

WALKER, J. A aplicação da geomorfologia ao gerenciamento da erosão de margem de rio. Revista Água e Meio Ambiente, 13 (4), p. 297- 300, 1999.

WHITE, A. F.; BRANTLEY, S. L. Chemical weathering rates of silicate minerals: An overview. Reviews in Mineralogy, 31 (1) 1-22, 1995.

WINAGRASKI, E.; ABRÃO, S.F.; WOICIECHOWSKI, T.; BOBROWSKI,

R.; REISSMANN, C.B. Distribuição Espacial do Ph, alumínio, cálcio e magnésio no solo em área de ajardinamento urbano em Curitiba. In: 4º Congresso Florestal Paranaense, Curitiba-PR, 1-8 p, 2012.




DOI: http://dx.doi.org/10.36560/131020201076

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Apoio:
Endereço: 
Universidade Federal de Rondonópolis
Avenida dos Estudantes, 5055 - Cidade Universitária
Rondonópolis - MT, 78735-901