Profile of deaths arising from traffic accidents in a municipality in the west of Santa Catarina

V. Grolle, M. C. Hanauer, V. S. F. Madureira

Resumo


This study aimed at identifying characteristics of fatal victims of traffic accidents and describing the profile of deaths resulting from traffic accidents in Concórdia Santa Catarina. The method was an exploratory-descriptive quantitative study developed at the Instituto Médico Legal de Concórdia from January 2010 to July 2012 through the local database. Documents from 73 fatal victims. In this study, there was a higher occurrence of collisions with a car with another vehicle or stationary object. Fatal accidents day of the week was Sunday, from 6:01 pm to 8:00 pm, in the age group 19 to 38 years old, predominantly male, transport sector workers, with vehicle driver position at the time of the accident and the public road as a place deaths. The use of alcoholic beverages was found in 38.9%. It was possible to identify the most vulnerable population and to contribute to the creation of new policies and preventive measures, in the promotion of educational campaigns focused on traffic.

Palavras-chave


Deaths; Traffic-accidents; Alcohol; External causes

Texto completo:

PDF

Referências


ANDRADE, LM et al. Acidentes de moto: características das vítimas e acidentes de um hospital em Fortaleza - CE, Brazil. Rev. Rene. Fortaleza. 4(10). 2009. Disponível em: http://periodicos.ufc.br/rene/article/view/4851

BRASIL. Ministério da Saúde. Política Nacional para reduzir a morbimortalidade por acidentes e violência. 1ªed. Ministério da Saúde. Brasília. 2002. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/acidentes.pdf

BRASIL. Ministério da Saúde. Mortalidade por acidentes de transportes terrestres no Brasil. 1ªed. Ministério da Saúde. Brasília. 2007. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/livro_mortalidade_transito.pdf

BRASIL. Código de trânsito. Decretos e sanções do Congresso Nacional. Lei nº 13.281 / 2016. Brasília. 2016. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2016/lei/l13281.htm

CAMARGO, FC; HEMIKO, H. Vítimas fatais e anos de vida perdidos por acidentes de trânsito em Minas Gerais, Brasil. Esc. Anna Nery [online]. Rio de Janeiro. 16(1):141-6. 2012. DOI: https://doi.org/10.1590/S1414-81452012000100019

DALAZEN, L. Acidente de trânsito com vítimas fatais na região da AMAUC - SC. Curso de Enfermagem, Unc Concórdia. 59p. 2007.

DAVANTEL, Pedro Paulo et al. A mulher e o acidente de trânsito: caracterização do evento em Maringá, Paraná. Ver. Bras. Epidemiol., Rio de Janeiro. 2009;12(3):355-367. DOI: https://doi.org/10.1590/S1415-790X2009000300006

GALDURÓZ, José Carlos F. Epidemiologia do uso de álcool no Brasil. Rev. Brasileira de Psiquiatria. São Paulo. 2004;26(Supl I):3-6. DOI: https://doi.org/10.1590/S1516-44462004000500002

LARANJEIRA Ronaldo e ROMANO Marcos. Consenso brasileiro sobre políticas públicas do álcool. Rev. Bras. Psiquiatr. [online]. 2004;26(Supl I):68-77. DOI: https://doi.org/10.1590/S1516-44462004000500017.

LIMA, IMO; FIGUEIREDO, JC; MORITA, PA; GOLD, P. Fatores condicionantes da gravidade dos acidentes de trânsito nas rodovias brasileiras. Brasília. 2008. Disponível em: http://www.ipea.gov.br/portal/images/stories/PDFs/TDs/td_1344.pdf

MIRANDA, AL; SARTI, ECFB. Consumo de bebidas alcoolicas e os acidentes de trânsito: o impacto da Homologação da Lei Seca em Campo Grande-MS. Ensaios e Ciencias: Ciências agrárias, Biológicas e da Saúde. 20011;15(6):155-171. Disponível em: https://www.redalyc.org/pdf/260/26024221011.pdf

MONTENEGRO, MMS. Mortalidade de motociclistas em acidentes de transporte no Distrito Federal, 1996 a 2007. Rev. de Saúde Pública [online]. 2011;45(3):529-38. DOI https://doi.org/10.1590/S0034-89102011000300011

MOURA, EC et al. Direção de veículos motorizados após consumo abusivo de bebidas alcoólicas, Brasil, 2006 a 2009. Revista de Saúde Pública. 2009;43(5): 891-94. DOI: https://doi.org/10.1590/S0034-89102009005000062

OLIVEIRA, ACF; PINHEIRO, JQ. Indicadores psicossociais relacionados a acidentes de trânsito envolvendo motoristas de ônibus. Maringá. 2007;12(1):171-78. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/pe/v12n1/v12n1a19

RIBEIRO, JA et al. Rodovias federais que cortam o estado lidera número de mortes. Minas Gerais. 2012; 566p. Disponível em: http://repositorio.ipea.gov.br/bitstream/11058/4118/1/bps_23_14072015.pdf

ROCHA, Gilberto Garcia da et al. Análise temporal da mortalidade por homicídios e acidentes de trânsito em Foz do Iguaçu, 2000-2010. Epidemiol Serv. Saúde [online]. Brasília. 2016;25(2):323-330. DOI: https://doi.org/10.5123/s1679-49742016000200011

SANTOS, FBO; CARVALHO, LW. Análise da morbimortalidade de vítimas de acidentes de trânsito: uma revisão. Rev Enferm. UFSM. 2013;3(1):53-9. DOI: http://dx.doi.org/10.5902/217976926206

SOUZA, ER. Avaliação do processo de implantação e implementação do Programa de Redução da Morbimortalidade por Acidentes de Trânsito. Epidemiol. Serv. Saúde. 2007;16(1):19-31. DOI: http://dx.doi.org/10.5123/S1679-49742007000100003

BIFFE, CRF et al. Perfil epidemiológico do acidentes de trânsito em Marília, São Paulo, 2012. Epidemiol. Serv. Saude. Brasília. 2017;26(2):389-398, DOI: 10.5123/S1679-49742017000200016

WAISELFISZ, JJ. Mapa da Violência 2011. Os Jovens do Brasil. 2011. 164p. Disponível em: https://www.novo.justica.gov.br/sua-seguranca/seguranca-publica/analise-e-pesquisa/download/estudos_diversos/5mapa_violencia.pdf

WAISELFISZ, Julio Jacobo. Mapa da Violência 2012. Os novos padrões da violência homicida no Brasil. 2012. 245p. Disponível em: https://www.mprj.mp.br/documents/20184/227960/Mapa_Violencia_2012_Instituto_Sangari.pdf




DOI: http://dx.doi.org/10.36560/131120201140

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Apoio:
Endereço: 
Universidade Federal de Rondonópolis
Avenida dos Estudantes, 5055 - Cidade Universitária
Rondonópolis - MT, 78735-901