Maternal risk factors in hypertensive´s syndromes of pregnancy: A review

R. C. Bortoli, A. M. N. Silva, M. S. Almeida

Resumo


The Hypertensive´s syndrome in pregnancy, represent the major cause of maternal and fetal morbidity and mortality in the country. That are so many risk factors for you unleashment and it can happen before pregnancy or arise in your course.  Thus, the present study aimed to analyze the bibliographic production around the maternal risk factors associated with Hypertensive´s syndromes in pregnancy. Were analyzed 09 articles from national and international journals obtained through the LILACS database, between 2001 to 2010. Between the maternal risk factors for the development of Hypertensive´s syndrome in pregnancy were appointed chronic hypertension, preeclampsia, and gestational hypertension and prior gestational hypertension. The family history of hypertension, overweight and obesity; the tobaccoism; low socioeconomic status, stress / emotional conflicts and improper prenatal care. Emphasize the importance of early identification and intervention of risk factors in the prenatal, seeking a better maternal and fetal prognosis.


Palavras-chave


Risk factors; hypertension; Pregnancy

Texto completo:

PDF

Referências


ASSIS, T.R.; VIANA, F.P.; RASSI, S. Estudo dos Principais Fatores de Risco Maternos nas Síndromes Hipertensivas da Gestação. Arquivos Brasileiros de Cardiologia, v. 91, n. 1, p. 11-17, 2008.

BALSEIRO, E. S. R. et al. Enfermedad Vascular Hipertensiva em Nuevitas Durante um Quinquenio. Revista Archivo Médico de Camagüey, v. 10, n. 1, p. 1025-0255, 2006.

BARRETO, S. Factores de Riesgo y Resultados Perinatales en la Preeclampsia Severa: un estudio caso control. Revista del Hospital Materno Infantil Ramón Sardá, v. 22, n. 3, p.116-120, 2003.

BAZAGA, L. F. et al.Caracterização demográfica e morfométrica das síndromes hipertensivas da gestação. Revista Eletrônica de Enfermagem, v. 11, n. 3, p. 590-7, 2009.

BENZECRY; OLIVEIRA; LEMGRUBER. Tratado de obstetrícia Febrasgo. Rio de Janeiro: Revinter, 2001. 913 p.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção a Saúde. Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. Gestação de alto risco: manual técnico. 5ª ed. Brasília: DF, MS, 2010. 302 p.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Políticas de Saúde. Manual de doenças mais importantes, por razões étnicas, na população brasileira afro-descendente. Brasília: DF, MS, 2001. 78 p.

CARVALHO, V.C.P; ARAÚJO, T.V.B. Adequação da assistência pré-natal em gestantes atendidas em dois hospitais de referência para gravidez de alto risco do Sistema Único de Saúde, na cidade de Recife, Estado de Pernambuco. Revista Brasileira de Saúde Materna e Infantil, v. 7, n. 3, p. 309-317, 2007.

CASTALDI, J. L. et al. Enfermedad periodontal: ¿es factor de riesgo para parto pretérmino, bajo peso al nacer o preeclampsia? Revista Panamericana de Salud Pública, v. 19, n. 4, p. 253–258, 2006.

COSTA, H.L.F.F.; COSTA, C.F.F.; COSTA, L.O.B.F. Idade Materna como Fator de Risco para a Hipertensão Induzida pela Gravidez:Análise Multivariada. Revista Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia, v. 25, n. 9, p. 631-635, 2003.

DUSSE, L.M.S; VIERA, L.M; CARVALHO, M.G. Revisão sobre alterações hemostáticas na doença hipertensiva específica da gravidez (DHEG). Jornal Brasileiro de Patologia, v. 37, n. 4, p. 267-272, 2001.

FERRÃO, M. H. L. et al. Efetividade do Tratamento de Gestantes Hipertensas. Revista da Associação Médica Brasileira, v. 52, n. 6, p. 390-394, 2006.

GONÇALVES, R; FERNANDES, R.A.Q; SOBRAL, D.H. Prevalência da Doença Hipertensiva Específica da Gestação em hospital público de São Paulo. Revista Brasileira de Enfermagem, v. 58, n. 1, p. 61-64, 2005.

JUARTE, E. R.; BONORA, R. B.; HERNÁNDEZ, A. P. Factores de Riesgo de la Enfermedad Hipertensiva del Embarazo. Archivo Médico de Camagüey, v. 10, n. 5, 2006.

LEVENO, K. J. et al. Manual de Obstetrícia de Williams. 21ª ed. Porto Alegre: Artmed, 2005. 784 p.

MINAYO, M. C. S. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. São Paulo: HUCITEC, 2006.

MONTENEGRO, Carlos Antonio Barbosa; REZENDE FILHO, Jorge de. Rezende: Obstetrícia fundamental. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2008. 607 p.

MORENO, Z. et al. Obesidad pregestacional como factor de riesgo asociado a preeclampsia. Anales de la Facultad de Medicina. v. 64, n. 2, p. 101-106, 2003.

MOURA, E. R. F. et al. Fatores de risco para Síndrome Hipertensiva Específica da Gestação entre mulheres hospitalizadas com Pré-eclâmpsia. Cogitare Enfermagem, v. 15, n. 2, p. 250-255, 2010.

MUÑOZ, M.; OLIVA M., P. Los Estresores Psicosociales se Asocian a Síndrome Hipertensivo del Embarazo y/o Síntomas de Parto Prematuro en el Embarazo Adolescente. Revista Chilena de Obstetrícia e Ginecologia, v. 74, n. 5, p. 281-285, 2009.

PAIZAN, M. L.; MARTIN, J. F. V. Associação entre doença periodontal, doença cardiovascular e hipertensão arterial. Revista Brasileira de Hipertensão, v. 16, n. 3, p. 183-185, 2009.

PERES, L. A. B.et. al. Influência do tabagismo no desenvolvimento de pré-eclâmpsia. Jornal Brasileiro de Nefrologia, v. 29, n. 4, p. 240-244, 2007.

SÁNCHEZ, Y. T.; FERRER, R.; FERRER, M. Caracterización de los factores de riesgo en gestantes con hipertensión gestacional y crónica en un área de salud. Revista Cubana de Medicina General Integral, v. 25, n. 2, 2009.

XIMENES NETO, F.R.G. et al. Perfil de gestantes de alto risco de um município do norte cearense/Brasil. Biblioteca Lascasas, v. 4, n. 2, 2008.




DOI: http://dx.doi.org/10.36560/612014135

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Apoio:
Endereço: 
Universidade Federal de Rondonópolis
Avenida dos Estudantes, 5055 - Cidade Universitária
Rondonópolis - MT, 78735-901