Fertilization on soy maize system intercropped with brachiaria

A. Lange, A. D. Buchelt, D. A. Tolfo, D. Dassi, E. Cavalli, A. F. Silva, K. Zampero

Resumo


In the state of Mato Grosso, in most areas, a fertilization and correction of the soil without system is performed before the soybean, the corn is sowed in the sequence, having as fertilizations residual effect. The objective of this work is to evaluate the vegetative and reproductive characteristics of soybean and corn intercropped with brachiaria and a concentration of nutrients in different forms of fertilization. The work was carried out in the 2011/2012 and 2012/13 harvests in a randomized block design, testing six fertilizer managements for soybean cultivation, a saber: absence of correction and fertilization; management of the farm, without soil correction; 3 t ha-1 of pre-sowing gypsum and sowing on surface; 3 t ha-1 of pre-sowing gypsum and fertilization of sowing buried in the furrow; 2 t ha-1 of limestone in pre-sowing to haul and fertilization of sowing on surface; 2 t ha-1 of limestone in pre-sowing the haul and fertilization of sowing buried in the furrow. After a harvest of the soybean as parcels were divided, in these the sowing was carried out as follows: mechanized - fertilizer more like seeds of brachiaria were incorporated without furrow of seeding of the corn to a depth of five centimeters, manually - fertilizer plus the seeds of were applied to the haul and in total area, before sowing the corn, simulating a mechanized application to the haul in pre-sowing. The two groups are successful in a corn crop. There is still no corn in the second year of cultivation. Corrections and fertilizations are not provocative, but most production components and final crop yields, but the use of gypsum has improved some production components and productivity. The application of gypsum moved potassium without soil profile, increased the percentage of calcium in the CTC and altered the Ca / Mg ratio in the layer of 0.10 to 0.20 m. The brachiaria seeded on surface or incorporated produced an amount of similar mass, close to 8230 kg ha-1.


Palavras-chave


System of fertilization, limestone, agricultural Plaster.

Texto completo:

PDF

Referências


ALVAREZ V, V. H.; DIAS, L. E.; RIBEIRO, A. C.; SOUZA, R. B. de. uso de gesso agrícola. In: RIBEIRO, A. C.; GUIMARÃES, P. T. G.; ALVAREZ V, V. H. Recomendação para o uso de corretivos e fertilizantes em Minas Gerais: 5. Aproximação. Viçosa: Comissão de Fertilidade do Solo do Estado de Minas Gerais. p. 67-78. 1999.

BERGAMIN, A. C.; SCHLINDWEIN, J. A.; VENTUROSO, L. R.; VALADÃO JÚNIOR, D. D.; CARON, B. O.; SCHMIDT, D. Respostas de duas cultivares de soja à adubação a lanço e em sulco, no município de Rolim de Moura/RO. Revista ciências agrárias 50: 155-166, 2008. Disponível em:. Acesso em 19 de Fev. de 2018.

CRUZ, J. C.; SILVA, G. H. DA; PEREIRA FILHO, I. A.; GONTIJO NETO, M. M.; MAGALHÃES, P. C. Sistema de produção de milho Safrinha de alta produtividade: Safras 2008 e 2009. Sete Lagoas: EMBRAPA, 2011.10p. Circular técnica 160. Disponível em: . Acesso em 22 de Fev. de 2018.

BRAMBILLA, J. A.; LANGE, A.; BUCHELT, A. C.; MASSAROTO, J. A. Produtividade de milho safrinha no sistema de integração lavoura-pecuária, na região de sorriso, Mato Grosso. Revista Brasileira de Milho e Sorgo 8: 263-274, 2009. Disponível em: Acesso em 19 de Fev. de 2018.

BUCHELT, A. C.; LANGE, A.; BILIBIO, F.; ZANUZO, M. R. CAVALLI, E. Milho safrinha integrado com brachiaria ruziziensise mecanismos de aplicação do fertilizante. Revista de Ciências Agroambientais 11: 143-151, 2013. Disponível em: Acesso em 13 de Fev. de 2018.

BULL, L. T. Nutrição mineral do milho. In: BULL, L. T.; CANTARELLA, H. (Ed.). Cultura do milho: fatores que afetam a produtividade. Piracicaba: POTAFOS. p. 63-145. 1993.

CANTARELLA, H. e DUARTE, A. P. Adubação em sistemas de produção de soja e milho safrinha. 2008.

EMBRAPA. Sistema Brasileiro de Classificação de Solos. 3ª ed. Revisada e ampliada. Brasília: Embrapa Produção de informação; Rio de Janeiro: Embrapa Solos. 353 p. 2013.

Ferreira, D.F. Sisvar: a computer statistical analysis system. Ciência e Agrotecnologia (UFLA) v: 35: 1039-1042, 2011. Disponível em: Acesso em 14 de Fev. de 2018.

FOLONI, J. S. S. & ROSOLEM, C. A. Produtividade e acúmulo de potássio na soja em função da antecipação da adubação potássica no sistema plantio direto. Revista Brasileira de Ciências do Solo 32: 1549-1561, 2008. Disponível em:http://www.redalyc.org/html/1802/180214233018/>. Acesso em 14 de Fev. de 2018.

MALVOLTA, E. Manual de química agrícola: adubos e adubação. 3ª Edição. São Paulo, Agronômica Ceres. 594 p. 1981.

PIMENTEL GOMES, F. Curso de estatística experimental. 14. ed. Piracicaba: Nobel. 477 p. 2000.

QUEIROZ, E.F.; NEUMAIER, N.; TORRES, E.; PEREIRA, L.A.G.; BIANCHETTI, A.; TERAZAWA, F.; PALHANO, J.B.; YAMASHITA, J. Recomendações técnicas para a colheita mecânica. In: MIYASAKA, S., MEDINA, J.C. (Ed.). A soja no Brasil. Campinas: ITAL. p. 701-710, 1981.

SCHULTZ, L. A. Manual de plantio direto: técnicas e perspectivas. Porto Alegre: Agropecuária. 84 p. 1978.

SILVA, F. C. Manual de análises químicas de solos, plantas e fertilizantes. Brasília: Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. 370 p. 1999.

SOUSA, D. M. G. de; LOBATO, E. Calagem e adubação para culturas anuais e semiperenes. In: SOUSA, D. M. G. de; LOBATO, G. Cerrado: correção do solo e adubação. 2. ed. Brasília: Embrapa Informação Tecnológica. p. 283-315, 2004.




DOI: http://dx.doi.org/10.36560/1222019639

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Apoio:
Endereço: 
Universidade Federal de Rondonópolis
Avenida dos Estudantes, 5055 - Cidade Universitária
Rondonópolis - MT, 78735-901