Transition and postpartum period in bovine female: review of literature

M. Z. Jaguszeki1, A. Pinto-Neto, B. C. Frozza, W. Oliveira, M. F. Mota, A. C. Martinez

Resumo


The bovine female pass critical moments between one parturition and another, the transition period being one of them. The transition period is characterized by a three-week interval before and after delivery, where significant metabolic changes are observed as a result of hormonal changes and energy demand for the initiation of lactation. The postpartum period, which extends from the moment of expulsion of the fetal attachments to the complete uterine involution, ends at around the fiftieth day postpartum. During the uterine involution period, the return of the ovarian cycle is expected to occur as quickly as possible, two to three weeks after delivery, in a dairy cow. In the postpartum period, much of the alterations capable of affecting both uterine involution and the return to cyclic ovarian activity occur, affecting the reproductive efficiency of the female. Among the animals affected by these alterations, those with a pronounced negative energy balance stand out, which emphasizes the importance of adequate nutritional management for the full establishment of the bovine female the reproductive capacity. Considering the complexity of the transition period and the postpartum period, the objective of this study is to review relevant aspects of the literature on the characteristics inherent to the periods mentioned in the dairy cow, as well as the main changes that may occur.


Palavras-chave


dairy cattle, CCS, partum period, transition period

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Boas práticas de manejo, vacinação/ Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário e Cooperativismo. Brasília, MAPA/ACS, 2013.

CAMARGOS, A.; GIOSO, M. M.; REIS, L.S. L. S.; COSTA, I. F.; FERRAZ, M. C.; et al. Ocorrência de distúrbios da gestação, parto e puerpério em vacas leiteiras. Revista Científica Eletrônica de Medicina Veterinária, v. 20, n. 1, p. 1-11, 2013.

Disponível em:

COLAZO, M. G.; MAPLETOFT, R. Fisiología del ciclo estral bovino. Ciência Veterinária, v. 16, n. 2, 2017. Disponível em:

CROWE, M. A. Resumption of ovarian cyclicity in post-partum beef and dairy cows. Reproduction in Domestic Animals, v. 43, n. 5, p. 20-8., 2008. Disponível em: DOI: 10.1111/j.1439-0531.2008.01210.x

DUARTE JÚNIOR, M. F.; HATAMOTO-ZERVOUDAKIS, L. K; ZERVOUDAKIS, J. T; KOCHECK, J. F. W.; FIORAVANTI FILHO, R.S.; FREITAS, L C. Aspectos relacionados à fisiologia do anestro pós-parto em bovinos. Colloquium Agrariae, v. 9, n.2, 2013. Disponível em: DOI: 10.5747/ca.2013.v09.n2.a091

ESPOSITO, G.; IRONS, P.C.; WEBB, E.C.; CHAPWANYA, A. Interactions between negative energy balance, metabolic diseases, uterine health and immune response in transition dairy cows. Anim. Reprod. Sci., v.144, p.60-71, 2014.

FERNANDES, A. F. A.; OLIVEIRA, J. A.; QUEIROZ, S. A. Escore de condição corporal em ruminantes. Ars Veterinaria, v. 32, n. 1, p. 55-66, 2016. Disponível em: http://arsveterinaria.org.br/index.php/ars/article/view/1048

FERNANDES, B. D.; LIMA J. M. S.; SILVA, D. C.; RODRIGUES, G. P.; DIAS, D. L. B.; et al. Prevalência de hipocalcemia subclínica em vacas leiteiras no período de transição no sertão da Paraíba. Ciência Animal, v. 15, n. 2, p. 203-204, 2017. Disponível em:

FERREIRA, A. M. Reprodução da fêmea bovina: Fisiologia aplicada e problemas mais comuns (causas e tratamentos). 1 ed. Juiz de Fora, MG, Editar, 2010.

FIGUEIRAS, J. F.; DETMANN, E.; VALADARES FILHO, S.; PAULINO, M.; BATISTA, E; et al. Desempenho nutricional de bovinos em pastejo durante o período de transição seca-águas recebendo suplementação proteica. Archivos de zootecnia, v. 64, n. 247, p. 269-276, 2015. Disponível em:

FIGUEIREDO, M. M. N.; FONSECA, F. A.; TORRES, C. A. A.; GALIMBERTI, A. M.; ALMEIDA, C. D. Dinâmica folicular ovariana de vacas leiteiras pós-parto após tratamento com Busrelina (GnRH) e Cloprostenol (PGF2α). Revista Brasileira de Zootecnia, v.29, n.3, p.725-731, 2000. Disponível em: DOI: 10.1590/S1516-35982000000300013

FRANCO, G. L.; FARIA, F. J. C.; D’OLIVEIRA, M. C. Interação entre nutrição e reprodução em vacas de corte. Informe Agropecuário, v. 37, n. 292, p. 36-53, 2016. Disponível em:

FRANDSON, R.D.; WILKE, W.L.; FAILS, A.D. Anatomia e Fisiologia dos Animais de Fazenda. 7 ed. Rio de Janeiro, Guanabara Koogan, 2011.

FREIRE, J.; OLIVEIRA, M. G.; BONATO, D. V.; CARDILLI, D. J.; VICENTE, W. R. R.; et al. Patologias obstétricas na bovinocultura de leite–revisão de literatura. Agropecuária Científica No Semiárido, v. 10, n. 4, p. 55-61, 2015. Disponível em:

GARDINALLI JUNIOR, B.; MARTELLI, A. Aspectos clínicos e fisiopatológicos da retenção de placenta em vacas. Saúde em Foco, v. 1, n. 1, p. 103-117, 2014. Disponível em:

GONÇALVEZ, J. A. G.; ZAMBOM, M. A. Nutrição de vacas de alta produção. Ciências Agrárias, p. 336, 2015. Disponível em: DOI: 10.12702/978-85-68205-03-7.19

IPEC, Instituto de Estudos Pecuários. 8 Sintomas da deficiência mineral em bovinos e os minerais essenciais a saúde do rebanho. IPEC, Ebook, 2015. Disponível em:

http://agropropaganda.com.br/upload/2.pdf

INGVARTSEN, K.L.; MOYES, K. Nutrition, immune function and health of dairy cattle. Animal, v.7, supl. 1, p.112-122, 2013.

KLEIN, B. G. Tratado de Fisiologia Veterinária. In: CUNNINGHAM, J. G; KLEIN, B. G. 5 ed. Rio de Janeiro, Elsevier, 2014.

MAGGIONI, D.; ROTTA, P. P.; ITO, R. H.; MARQUE, J. A.; ZAWADZKI, F.; et al. Efeito da nutrição sobre a reprodução de ruminantes: uma revisão. PUBVET, v.2, n.11, 2008. Disponível em:

MARQUES JÚNIOR, A. P.; MARTINS, T. M.; BORGES, A. M. Abordagem diagnóstica e de tratamento da infecção uterina em vacas. Revista Brasileira de Reprodução Animal, v.35, n.2, p.293-298,2011. Disponível em:

MARTINS, T. M.; BORGES, Á. M. Imunologia uterina e fertilidade. Revista Brasileira

de Reprodução Animal, v. 39, n. 1, p. 129-135, 2015. Disponível em:

MORAES, C. N.; MAIA, L.; LANDIM-AVARENGA, F. C.; OBA, E. Considerações a respeito do pós-parto em bovinos. Veterinária e Zootecnia, v. 21, n. 1, p. 53-63, 2014. Disponível em:

MOREIRA, T. F.; ZAMBRANO, J. U.; PAULA, V. M.; FACURY FILHO, E. J.; CASAGRANDE, F. P.; et al. Perfil mineral de vacas mestiças Girolanda no período de transição em sistema semi-intensivo em duas estações do ano. 2015. Pesquisa Veterinária Brasileira, v.35, 2015 Disponível em:

NASCIMENTO, E. F; SANTOS, R.L. Patologia da reprodução dos animais domésticos. 3 ed. Rio de Janeiro, Guanabara Koogan, 2011,

p.

PALHANO, H. B. Reprodução em Bovinos: Fisiopatologia, Terapêutica, Manejo e Biotecnologia. 2 ed. Rio de Janeiro, L.F. Livros, 2008.

PARANHOS DA COSTA, M.J.R. Boas práticas de manejo: vacinação de bovinos leiteiros. Jaboticabal, Funep, 2014.

PELEGRINO, R. C.; ANGELO, G.; PIAZENTINI, K. E. Anestro ou condições anovulatórias em bovinos. Revista Científica Eletrônica de Medicina Veterinária. n.12. Janeiro, 2009. Disponível em:

PEREIRA, C. C.; FERREIRA, P. C. S.; SANTOS, K. J. G.; SANTOS, A. P. P.; PAULA, R. S.; et al. importância da nutrição para reprodução de fêmeas bovinas. Anais da Semana do Curso de Zootecnia-SEZUS, v. 10, n. 1, 2017. Disponível em:

PEREIRA, D. R. Manejo Sanitário de bovinos de corte. In: Anais do Seminário de Ensino, Pesquisa e Extensão na Graduação do Câmpus de Campos Belos (SEPEG). v. 1, n.2. 2014. Disponível em:

PRESTES, N.C.; LANDIM-ALVARENGA, F.C. Obstetrícia veterinária. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; 2006.

RABASSA, V. R.; PFEIFER, L. F. M.; SCHNEIDER, A.; LUZ, E. M.; COSTA, E. R. M.; et al. Anestro pós-parto em bovinos: mecanismos fisiológicos e alternativas hormonais visando reduzir este período – uma revisão. Revista da FZVA. Uruguaiana, v.14, n.1, p. 139-161. 2007. Disponível em:

RECH, A. F. Importância dos minerais para bovinos de corte criados à base de pasto no Planalto Sul Catarinense. Agropecuária Catarinense. Florianópolis, v.29, n.2,

p.34-37, 2016. Disponível em:

REIS, J. F.; MADUREIRA, M. C.; SILVA, C. P. C.; BALDACIM, V. P. A.; FAGLIARI, J. J.; et al. Perfil sérico proteico de vacas Holandesas no período de transição. Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia, v. 68, n. 3, p. 587-595, 2016. Disponível em: DOI:10.1590/1678-4162-8772

RIET-CORREA, F.; SCHILD, A. L.; LEMOS, R. A. A.; BORGES, J. R. Doenças de Ruminantes e equídeos. v.2. São Paulo: Varela, 2007.

RODRIGUES, S. L. P.; TEICHMANN, C; BECK, C.; PEREIRA, R. C. F.; HEINZMANN, P. L. Piometra de colo fechado em um bovino da raça Holandesa relato de caso. Salão do Conhecimento, v. 3, n. 3, 2017. Disponível em:

ROCHE J.R., FRIGGENS N.C. & KAY J.K. Berry Invited review: Body condition score and its association with dairy cow productivity, health, and welfare. J. Dairy Sci. 92:5769-5801, 2009.

SANTOS, J. D.; SENA, L. M.; MORAIS, S. S.; MARTINS C. B. Infecções uterinas no pós-parto e seus efeitos na fertilidade de vacas leiteiras. Agropecuária Científica no

Semiárido, v. 13, n. 2, p. 96-105, 2017. Disponível em:

SANTOS, M. D.; FIALKOSKI JUNIOR, D. A.; TOMA, C. D. M.; TOMA, H. S.; FREITAS, S. H.; COSTA, D. S.; KOETZ JUNIOR, C. Taxas de gestação e formação de corpo lúteo acessório em novilhas nelore tratadas com hCG após a inseminação artificial em tempo fixo. Acta Veterinaria Brasilica, v. 8, n. 4, p. 231-235, 2015. Disponível em:

DOI: 10.21708/avb.2014.8.4.4236

VILLADIEGO, F. A. C.; PEREIRA, J. V.; COSTA, E. P.; MARCONDES, M. I.; LEON, et al. Parâmetros reprodutivos e produtivos em vacas leiteiras de manejo free stall. Pesquisa Veterinária Brasileira, v. 36, n. 1, p. 55-61, 2016. Disponível em:

DOI: 10.1590/S0100-736X2016000100009

YAVAS, Y.; WALTON, J.S. Postpartum acyclicity in sucled bbef cows: a rewie. Theriogenology, v. 54, p. 25-55, 2000. Disponível em: DOI: 10.1016/S0093-691X(00)00323-X

ZARO, R. C.; GORRICHO, C. M.; LIMA, B. B.; CANO, L. M. S.; CARNEIRO, L. G. Retenção de placenta em bovinos: novos conceitos. Revisão de literatura. Eventos Científicos da Fundação Educacional de Ituverava, v. 1, n. 1, p. 129, 2017. Disponível em:




DOI: http://dx.doi.org/10.36560/1162018677

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Apoio:
Endereço: 
Universidade Federal de Rondonópolis
Avenida dos Estudantes, 5055 - Cidade Universitária
Rondonópolis - MT, 78735-901