Monitoring the time-grade required for extrusion of oocytes reproductive from colossoma macropomum

D. Sevignani, E. Buzzacaro, N. B. Fortuna

Resumo


The water temperature of the tanks of the breeding herds exerts a strong influence on the process of artificial reproduction. Its monitoring through the hour-degree, serves to assist in the moment to be made the extrusion of the oocytes. The objective was to monitor the time-degree that Colossoma macropomum females need after the second dose of the hormonal induction protocol, until the time of extrusion of their oocytes. The analysis was carried out at the Fish Fishery in the municipality of Sorriso-MT. Nine breeding women were submitted to the protocol of hormonal induction with pituitary extract of carp being administered in two doses. In the former, the dose of 0.5 mg / kg was used and the second dose was 5 mg / kg body weight, with an interval of 12 hours. From the second dose, the temperature in degrees centigrade of the water from the tanks was monitored hourly until the time of oocyte extrusion. Breeders had muscle tremors, swimming in circles, and were more agitated nine hours after the second dose. The oocytes had a yellowish-brown appearance, and some had individual features. The sum of the temperature of the water in hours-degree obtained was of 243. The temperature of the water did not present variation, maintaining itself at 27 ° C. It is concluded that an hour-degree is necessary for an extrusion of oocytes in some of the things you can find in Colossoma Macropomum of 243, agreeing with the limits proposed in the literature.


Palavras-chave


Pituitary Extract; Reproduction; Temperature; Fish; Hormonal Induction

Texto completo:

PDF

Referências


ARAÚJO, F. G. Enriquecimento de artêmias com ácidos graxos para estudos de suplementação em larvas de peixes. Lavras: EdUFLA, 2007.

AMARAL, P.J. Avaliação dos parâmetros reprodutivos de reprodutores de Tambaqui Colossoma macropomum (CUVIER 1818). Manaus: EdUFA, 2017.

ANDRADE, E.S.; ANDRADE, E.A.; FELIZARDO, V.O.; PAULA, D.A.J.; VERA, G.C.; MURGAS, L.D.S. Biologia reprodutiva de peixes de água doce. Revista Brasileira de Reprodução Animal. Belo Horizonte, v.39, n.1, 2015.

BALDISSEROTTO, B. Fisiologia de peixes aplicada à piscicultura. Santa Maria: EdUFSM, 2013.

BALDISSEROTTO, B.; GOMES, L.C. Espécies nativas para piscicultura no Brasil. Santa Maria: EdUFSM, 2010.

BRAGA, W.F. Manejo reprodutivo de peixes nativos. Jataí: EdUFG, 2013.

BUENO, M.L. Avaliação de espécies migradoras de peixes e do ictioplâncton no rio Pandeiros, Minas Gerais. Lavras: EdUFLA, 2016.

CASTRO, P.L. Contribuição genética e reprodutiva de Piracanjuba (Brycon orbignyanus) submetidos aos sistemas de reprodução seminatural e extrusão. Maringá: EdUEM, 2015.

CORRÊA, J.M.; PENAFORT, J. M. Considerações sobre biologia e utilização de Artemia sp. (CRUSTACEA: BRANCHIOPODA: ANOSTRACA). Revista Eletrônica de Veterinária. V.12, n.12, 2011.

CREPALDI, D.V.; FARIA, P.M.C.; TEIXEIRA, E.A.; RIBEIRO, L.P.; COSTA, A.A.P.; MELO, D.C.; CINTRA, A.P.R.; PRADO, S.A.; COSTA, F.A.A.; DRUMOND, M.L.; LOPES, V.E.; MORAES, V.E. Biologia reprodutiva do surubim (Pseudoplatystoma coruscans). Revista Brasileira de Reprodução Animal, Belo Horizonte, v.30, n.3/4, 2006.

DALMASS, F.H.; CARRARI, I.; CESCA, I.; NOVAKI, M. Guia de indução hormonal de peixes reofílicos. Curitiba: EdInstituto GIA, 2016.

DURIGON, E. G.; BATTISTI, E. K.; LOPES, D. L. A.; LAZZARI, R. Importância da calagem na piscicultura. Chapecó: UDESC, Ed.197, 2017.

EUA- ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA. World Bank Report. Agriculture and Environmental Services. Fish to 20130. Prospects for Fisheries and Aquaculture. Washington: Agriculture and Environmental Services, 2013. 70p.

FERREIRA, A.V. Ontogenia inicial do híbrido Tambatinga (Colossoma macropomum, Fêmea x Piaractus brachypomus, MACHO). Campos Dos Goytacazes: EdUENF, 2011.

GALO, J.M. Avaliação da qualidade dos gametas de Tambaqui (Colossoma macropomum) ao longo da estação reprodutiva. Maringá: EdUEM, 2013.

GODINHO, H.P. Estratégias reprodutivas de peixes aplicadas à aquicultura: bases para o desenvolvimento de tecnologias de produção. Revista Brasileira de Reprodução Animal, Belo Horizonte, v.31, n.3, 2007.

LEITE, L.V.; MELO, M.A.P.; OLIVEIRA, F.C.E.; PINHEIRO, J.P.S.; CAMPELLO, C.C.; NUNES, J.F.; SALMITO, C.S.B. Determinação da dose inseminante e embriogênese na fertilização artificial de tambaqui (Colossoma macropomum). Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia, Fortaleza, v.65, n.2, 2013.

LIMA, F.A.; SILVA, A. P.; RODRIGUES, A. P. O.; BERGAMIN, G. T.; TORATI, S. L.; PEDROZA, M. X.; MACIEL, P. O. Biometria de peixes. EdEMBRAPA, Tocantins, 2013.

MARTINS, E.F.F. Análise Reprodutiva de Machos e Fêmeas da Espécie Tambaqui (Colossoma macropomum - CUVIER, 1818) Submetidos a Diferentes Indutores Hormonais. Cuiabá: EdUFMT, 2011.

MELO, C.O. Reprodução induzida de espécies de peixes nativos. Cuiabá: EdUFMT, 2013.

MORAIS, I.S.; O´SULLIVAN, F.L.A. Biologia, habitat e cultivo do tambaqui Colossoma macropomum (CUVIER, 1816). Scientia Amazonia, v. 6, n. 1, 2017.

MORAIS, R. M.; SOUTO, N.C.; SILVA, L.A.S.; PÁDUA, D.M.C. Concentração espermática e fertilização artificial de ovócitos do híbrido tambacu. Scientia Agraria Paranaensis, v.17, n.1, 2018.

MORO, V.G.; ALVES, A.L.; EDUARDO, S.V.; KIRSCHNIK, G.N.L. Riscos genéticos da produção de híbridos de peixes nativos. Palmas: Embrapa Pesca e Aquicultura, 2014.

MUNIZ, J.A.S.M. Influencia do LHRH comum na ovulação induzida do Tambaqui Colossoma macropomum (CUVIER) (CHARACIFORME, CHARACIDAE), em diferentes fotoperíodos. Recife: EdUFPE, 2006.

MURGAS, L.D.S.; FELIZARDO, V.O.; FERREIRAM.R.; VERAS, G.C.; ANDRADE, E.S.; PAULA, D.A.J. Eficiência reprodutiva em espécies nativas de peixes de água doce. Ciência Animal, v.22, n.1, 2012.

MURGAS, L.D.S.; FELIZARDO, V.O.; FERREIRAM.R.; VERAS, G.C.; ANDRADE, E.S.; PAULA, D.A.J. Importância da avaliação dos parâmetros reprodutivos em peixes nativos. Revista Brasileira de Reprodução Animal, Belo Horizonte, v.35, n.2, 2011.

ÓRFÃO, L.H. Indução da desova e espermiação de peixes em criações comerciais. Revista Brasileira Reprodução Animal, Belo Horizonte, v. 37, n.2, 2013.

PEIXE - BR. Associação Brasileira de Piscicultura. Anuário Peixe BR da Piscicultura 2018. São Paulo, 2018. 138p.

RIBEIRO, C.S.; MOREIRA, R.G. Fatores ambientais e reprodução dos peixes. Revista da Biologia, v.8, 2012.

SCHULTER, P.E.; VIEIRA, J.E.R.F. Evolução da piscicultura no Brasil: Diagnóstico da cadeia produtiva de Tilápia. Rio de Janeiro: IPEA, 2017.

SOUSA, R.G.C.; CASTRO, A.L. Adequação do uso da hora-grau (HG) em horas contínuas para a reprodução de Tambaqui na região do baixo Amazonas. Manaus: Scientia Amazonia, v. 3, n.1, 2014.

SOUZA, F.N. Eficiência dos indutores em reprodutores de Tambaqui (Colossoma macropomum) (CUVIER, 1818). Cuiabá: EdUFMT, 2013.

SOUZA, U.N. Influência do horário de aplicação e da variedade genética em Tilápias Oreochromis niloticus submetidas à indução hormonal com HCG. Lavras: EdUFL, 2013.

STREIT, D.P.J.; POVH, J.A.; FORNARI, D.C.; GALO, J.M.; GUERREIRO, L.R.J.; OLIVEIRA, D.; DIGMAYER, M.; GODOY, L.C. Recomendações Técnicas para a Reprodução do Tambaqui. Teresina: EdEmbrapa Meio-Norte, 2012.

VIEIRA, F.E.; ISAAC, V.J.; FABRÉ, N.N. Biologia reprodutiva do tambaqui, Colossoma macropomum CUVIER, 1818 (Teleostei, Serrasalmidae), no baixo Amazonas, Brasil. Acta Amazônica, Manaus, v.29, 1999.

ZANIBONI, F. E.; WEINGARTNER, M. Técnicas de indução da reprodução de peixes migradores. Revista Brasileira Reprodução Animal, Belo Horizonte, v.31, n.3, 2007.




DOI: http://dx.doi.org/10.36560/1362020946

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Apoio:
Endereço: 
Universidade Federal de Rondonópolis
Avenida dos Estudantes, 5055 - Cidade Universitária
Rondonópolis - MT, 78735-901