O tempo de armazenamento altera a qualidade tecnológica dos grãos de genótipos de feijão comum?

Autores

  • Aline Camargo Mungo Universidade Estadual Paulista, Campus Jaboticabal
  • Anderson Prates Coelho Universidade Estadual Paulista, Campus Jaboticabal
  • Fábio Lui­z Checchio Mingotte Universidade Estadual Paulista, Campus Jaboticabal
  • Leandro Borges Lemos Universidade Estadual Paulista, Campus Jaboticabal

DOI:

https://doi.org/10.36560/14420211266

Palavras-chave:

Phaseolus vulgaris L., cultivares, linhagens, tempo de cozimento., hidratação dos grãos

Resumo

Avaliações da qualidade tecnológica dos grãos de genótipos de feijão são essenciais para a indicação das melhores cultivares e linhagens para produtores e programas de melhoramento. Entretanto, fatores como o tempo de armazenamento podem alterar a qualidade tecnológicas dos grãos do feijoeiro. Objetivou-se avaliar o efeito do tempo de armazenamento na qualidade tecnológica dos grãos de genótipos de feijão e indicar as cultivares e linhagens com as melhores características dos grãos. O experimento foi conduzido na Universidade Estadual Paulista (Unesp), Jaboticabal/SP. O delineamento experimental utilizado foi o de blocos casualizados, em esquema fatorial 10x2, constituídos por dez genótipos de feijoeiro do grupo comercial carioca e dois períodos de armazenamento dos grãos. Os tratamentos foram representados por dez genótipos de feijoeiro, sendo quatro cultivares testemunhas e seis linhagens de feijão, e por dois períodos de armazenamento (30 e 180 dias após a colheita). As variáveis tecnológicas avaliadas foram o tempo de cozimento, tempo para a máxima hidratação dos grãos e relação de hidratação. O tempo de armazenamento reduz a qualidade tecnológica dos grãos de genótipos de feijão comum, visto a elevação do tempo de cozimento dos grãos ao longo de 180 dias de armazenamento. A cultivar BRS Estilo e a linhagem CNFC11962 são os genótipos que apresentam as melhores características tecnológicas dos grãos, pois, além de manter o tempo para a máxima hidratação ao longo do período de armazenamento, tem baixo tempo para cozimento dos grãos.

Referências

AMBROSANO, E.J.; WUTKE, E.B.; BULISANI, E.A.; CANTARELLA, H. Feijão. In: RAIJ, B.V.; CANTARELLA, H.; QUAGGIO, J.A.; FURLANI, A.M.C. Recomendação de adubação e calagem para o Estado de São Paulo. Campinas: IAC, 2.ed, n.100, p.194-195, 1997. Boletim Técnico.

CONAB. Companhia Nacional de Abastecimento. Acompanhamento da safra brasileira (grãos). v.7, safra 2019/20, n.4, quarto levantamento, 2020. Disponível em: < https://www.conab.gov.br/info-agro/safras/graos> Acesso em 25 fev. 2020.

EMBRAPA – Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Sistema brasileira de classificação de solo. Santos et al. (Eds). 3 ed. Brasília, DF, Brasil, 353 p., 2013.

FAGERIA, N.K.; MELO, L.C.; FERREIRA, E.P.B.; OLIVEIRA, J.P.; KNUPP, A.M. Dry matter, grain yield, and yield components of dry bean as influenced by nitrogen fertilization and rhizobia. Communications in Soil Science and Plant Analysis, v. 45, n. 1, p. 111-125, 2014. DOI: https://doi.org/10.1080/00103624.2013.848877

FARINELLI, R.; LEMOS, L.B. Produtividade, eficiência agronômica, características nutricionais e tecnológicas do feijão adubado com nitrogênio em plantio direto e convencional. Bragantia, v. 69, n. 1, p. 165-172, 2010. DOI: https://doi.org/10.1590/S0006-87052010000100021

FERREIRA, D.F. Sisvar: a computer statistical analysis system. Ciência e Agrotecnologia, v. 35, n. 6, p. 1039-1042, 2011. DOI: https://doi.org/10.1590/S1413-70542011000600001

TERRA, F.S.A.; COELHO, A.P.; BETTIOL, J.V.T.; FARINELLI, R.; LEMOS, L.B. Produtividade e qualidade dos grãos de cultivares de feijoeiro cultivado na safra das águas e de inverno. Revista de la Facultad de Agronomía, v. 118, n. 2, p. 1-10, 2019. DOI: https://doi.org/10.24215/16699513e026

Downloads

Publicado

2021-03-29

Como Citar

Mungo, A. C., Coelho, A. P., Mingotte, F. L. C., & Lemos, L. B. (2021). O tempo de armazenamento altera a qualidade tecnológica dos grãos de genótipos de feijão comum?. Scientific Electronic Archives, 14(4), 42–46. https://doi.org/10.36560/14420211266

Edição

Seção

Agricultural Science