Ultrassonografia no diagnóstico de urolitíase com obstrução e hidronefrose: relato de caso.

Autores

  • Élide Tibaldi Reis Universidade Federal de Mato Grosso – Campus Universitário de Sinop
  • Anthony Giordano Strieder Universidade Federal de Mato Grosso – Campus Universitário de Sinop
  • Luanna Ferreira Fasanelo Gomes Universidade Federal de Mato Grosso – Campus Universitário de Sinop

DOI:

https://doi.org/10.36560/151120221696

Palavras-chave:

ultrassom renal, urolitíase canina, hidronefrose

Resumo

A urolitíase associada a hidronefrose é uma das enfermidades mais comuns em cães e tem uma incidência crescente, existindo a necessidade de trabalhos que apresentem o uso da ultrassonografia para o diagnóstico da mesma. A imagem ultrassonográfica formada pelo urólito é hiperecogênica com formação de sombra acústica apresenta maior ecogenicidade e sombra acústica, e  a hidronefrose mostra-se através da dilatação pélvica renal por conteúdo normalmente anecogênico. Objetivou-se relatar a importância do diagnóstico ultrassonográfico na presença de um urólito de 1,98 centímetros de comprimento no ureter cranial esquerdo em  um cão de pequeno porte, gerando obstrução do fluxo e hidronefrose.

Referências

AMSTUTZ, H. E. Manual Merck de Veterinária. Décima Edição, Ed. Roca, São Paulo, Brasil. 917-920 p. 2014.

BRAGATO, N. Ultrassonografia em Modo B e Doppler pulsado para a avaliação da injúria renal aguda induzida em cães adultos. (Tese de pós-graduação) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, Brasil. 83 p. 2015.

CALDEIRA, C., ASSIS, M. F., BASTOS-PEREIRA, A. L., CAMARGO, M. H. B. Urolitíase canina: Relato de caso. Revista de Ciência Veterinária e Saúde Pública, v. 2 (2), 142-150 p. 2016.

CARVALHO, C. F. Ultrassonografia de pequenos animais. Ed. Roca, São Paulo, Brasil. 365 p. 2004.

D’ANJOU, M. A., PENNINCK, D. Atlas of small animal ultrasonography. Segunda Edição, Ed. John Wiley & Sons, Ames, USA. 331-362 p. 2015.

DYCE, K. M., SACK, W. O., WENSING, C. J. G. Tratado de anatomia veterinária. Segunda Edição, Ed. Guanabara, Rio de Janeiro, Brasil. 663 p. 1997.

FILHO, E. F. S., PRADO, T. D., RIBEIRO, R. G., FORTES, R. M. Urolitíase Canina. Ed. Centro Científico Conhecer, Goiânia, Brasil. vol 9 (17). 2517-2536 p. 2013.

FOSSUM, T. W. Cirurgia da Bexiga e da Uretra: Cirurgia de pequenos animais. Terceira Edição, Ed. Elsevier, Rio de Janeiro, Brasil. 25: 663-698 p. 2008.

GARCIA-NAVARRO, C. E. K. Manual de urinálise Veterinária. Segunda Edição, Ed. Varela, São Paulo, Brasil. 95 p. 2005.

GETTY, R. Anatomia dos Animais Domésticos. Segunda Edição, Ed. Guanabara, Rio de Janeiro, Brasil. vol 2. 2052 p. 1986.

GRAUER, G. F. Urolitíase canina. In: NELSON, R. W., COUTO, C. G. Medicina Interna de Pequenos Animais. Quarta Edição, Ed. Elsevier, Rio de Janeiro, Brasil. 46: 670-679 p. 2010.

KONIG, H. E., MAIERL, J., LIEBICH, H. G. Órgãos urinários. In: KONIG, H. E., LIEBICH, H. G. Anatomia dos animais domésticos: texto e atlas colorido. Ed. Artmed, Porto Alegre, Brasil. 9: 103-118 p. 2006.

LANGSTON, C., GISSELMAN, K., PALMA, D., MCCUE, J. Diagnosis of Urolithiasis. Ed. Compendium, New York, USA. 447-455 p. 2008.

LOPES, S. T. A., BIONDO, A. W., SANTOS, A. P. Manual de Patologia Clínica Veterinária. Terceira Edição. (Manual) - Universidade Federal de Santa Maria, Rio Grande do Sul, Brasil. 60-74 p. 2007.

LULICH, J. P., ETTINGER, S. J., FELDMAN, E. C. Tratado de medicina interna veterinária: doenças do cão e do gato. Quinta Edição, Ed. Guanabara, Rio de Janeiro, Brasil. vol 2. 1841-1877 p. 2004.

MILLS, L. MORLEY, E. J. SOUCY, Z. VILKE, G. M. LAM, S. H. F. Ultrasound for the diagnosis and management of suspected Urolithiasis in the emergency department. Ed. The Journal of Emergency Medicine. Vol. 54 (2). 215–220 p. 2018.

MURAKAMI, V. Y., FREITAS, E. B., COSTA, J. L., FILADELPHO, A. L., RAINERI NETO, R. Urolitíase canina: relato de caso. Revista Científica Eletrônica de Medicina Veterinária FAMED/FAEF, Garça, Brasil. 14 p. 2011.

NELSON, R. W., COUTO, C. G., Medicina interna de pequenos animais. Quinta Edição, Ed. Elsevier, Rio de Janeiro, Brasil. 1846 p. 2018 p. 2015.

NERY, D. R., COSTA, Y. B., MUSSI, T. C., BARONI R. H. Epidemiological and imaging features that can affect

the detection of ureterolithiasis on ultrasound. Ed. Radiologia Brasileira, São Paulo, Brasil. Vol. 51 (5). 287-292 p. 2018.

OLSEN, D. Neoplasias e cálculos renais. In: HARARI, J. Segredos em cirurgia de pequenos animais. Ed. Artmed, Porto Alegre, Brasil. 222-225 p. 2004.

ONEN, A. Grading of Hydronephrosis: An Ongoing Challenge. Ed. Frontiers in Pediatrics. Vol 8 (458). 1-13 p. 2020.

REECE, W. O. Dukes fisiologia dos animais domésticos. Décima Terceira Edição, Ed. Guanabara, Rio de Janeiro, Brasil. 740 p. 2017.

REICHLE, J. K. PETERSON, R. A. MAHAFFEY, M. B. SCHELLING, C. G. BARTHEZ, P.Y. Ureteral fibroepithelial polyps in four dogs. Ed. Vet Radiol Ultrasound, USA. 433–437 p. 2003.

RICK, G. W., CONRAD, M. L. H., VARGAS, R. M., MACHADO, R. Z., LANG, P. C., SERAFINI, G. M. C., BONES, V. C. Urolitíase em cães e gatos. Ed. PUBVET, Maringá, Brasil. 11: 705-714 p. 2017.

SAMPAIO, K. M. O. R., ARAÚJO, R. B. Ultrassonografia de características lineares e estimativas do volume de rins de cães. Ed. Arq. Bras. Med. Vet. Zootec., Belo Horizonte, Brasil. 248-254 p. 2002.

SANTAROSA, I. A. M., GODOY, C. L. B., PIPPI, N. L., ANTUNES, P. S. P., RAPPETI, J. C. S., KROLIKOWSKI, G., NOVOSAD, D., GHELLER, V. S. Nefrostomia percutânea ecoguiada em cães. Ed. Cienc. Rural, Santa Maria, Brasil. 762-768 p. 2007.

SILVA, T. P. D., SILVA, F. L. Urolitíase Vesical e Uretral em um cão: diagnóstico e tratamento. Ed. Centro Científico Conhecer, Goiânia, Brasil. vol 7 (13). 970-976 p. 2011.

TANAKA, A. S. Principais Aspectos Cirúrgicos da Urolitíase em cães. (Monografia) - Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Botucatu, Brasil. 22 p. 2009.

THRALL, D. E. Diagnóstico de Radiologia Veterinária. Sexta Edição, Ed. Elsevier, Rio de Janeiro, Brasil. p.1540-1550 p. 2014.

Publicado

2022-10-31

Como Citar

Reis, Élide T. ., Strieder, A. G. ., & Gomes, L. F. F. . (2022). Ultrassonografia no diagnóstico de urolitíase com obstrução e hidronefrose: relato de caso. Scientific Electronic Archives, 15(11). https://doi.org/10.36560/151120221696