Comparative evaluation of peripheral blood smear preparation techniques as a diagnostic method for hemoparasitosis in dogs (Canis lupus familiaris, Linnaeus, 1758)

Autores

  • T. R. Berndt
  • L. M. J. L. Ecco
  • F. S. C.LAVIA Santi
  • J. Bartolomei Neto
  • A. L. Vasconcelos
  • A. M. Menezes
  • A. Kataoka
  • A. A. Novais Universidade Federal de Mato Grosso

DOI:

https://doi.org/10.36560/1212019630

Palavras-chave:

Direct microscopic examination, hematology, dogs

Resumo

Hemoparasitoses are diseases of great importance for animal health, because they cause variable clinical changes, leading to death if not treated. They are caused by intracellular blood parasites like Ehrlichia spp, Anaplasma spp, Babesia spp and Hepatozoon spp, which are of main concern. Hemoparasitoses are called tick born diseases and Rhipicephalus sanguineus is the most involved species, in what concerns to transmission. In addition to several clinical signs, these etiologic agents also cause hematological changes such as anemia. The diagnosis can be made through direct microscopic examination and, also, through more sensitive techniques such as serological and molecular techniques. The goal of this research was to evaluate the most suitable site for peripheral blood collection, used to perform blood smears for direct parasitological examination. Besides, to detect the prevalence of hemoparasites in dogs referred to the Veterinary Hospital of the Federal University of Mato Grosso, situated in Sinop, Mato Grosso, Brazil. From the 66 tested animals, 17 of them (25.75%) were considered positive. Regarding to the performed exams, the buffy coat smears obtained the highest number of positive results, followed by peripheral blood smears and, finally, the ear tip blood smears. Among the most commonly found etiological agents were Anaplasma platys (64.72%), followed by Hepatozoon spp. (17.64%), Babesia spp. (11.76%) and Ehrlichia spp. (5.88%). It is concluded that parasitological direct microscopic examination can be used as a reliable diagnostic method, despite its low sensitivity. Additionally, the observed prevalence of hemoparasites in tested canine population was significant enough to justify an improvement in routine control methods of transmission.

Referências

ACCETA, E. M. T. . Ehrlichia canis e Anaplasma platys em cães (Canis familiaris, Linnaeus, 1758) trombocitopênicos da região dos Lagos do Rio de Janeiro. 61f. (Dissertação de Mestrado) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica, Brasil, 2008.

AGUIAR, D. M. . Hepatozoonose. In: MEGID, J., RIBEIRO, M. G., PAES, A. C. . Doenças infecciosas em animais de produção e de companhia. Rio de Janeiro, Brasil. p 973-984. 2016.

ALMOSNY, N. R. P., MASSARD, C. L.. Erliquiose em pequenos animais. In: ALMOSNY, N. R. P. . Hemoparasitoses em pequenos animais domésticos e como zoonoses. Rio de Janeiro, Brasil, p 7-31. 2002.

BORIN, S., CRIVELENTI, L.Z., FERREIRA, F.A. Aspectos epidemiológicos, clínicos e hematológicos de 251 cães portadores de mórula de Ehrlichia spp. naturalmente infectados. Arquivo Brasileiro Medicina Veterinária Zootecnia, 61: 566-571, 2009.

BREITSCHWERDT, E. B.. Riquetsioses. In: ETTINGER, S. J., FELDMAN, E. C. . Tratado de Medicina Interna Veterinária – Doenças do cão e do gato. Rio de Janeiro, Brasil, p 423-429. 2004.

CARMO, I. T. P.. Circulação de Ehrlichia canis (Donatien e Lestoquard, 1935) em cães (Canis familiaris, Linnaeus, 1758) no município de Bom Jesus do Itabapoana no estado do Rio de Janeiro. 76f. (Dissertação de pós-graduação) – Universidade Federal Fluminense, Niterói, Brasil, 2012.

CARVALHO, F. S., GOMES, G. M., BOTTEON, P. T. L., ABREU, A. P. M., GUEDES, P. H. E., CRESPILHO, A. M., GOMES, L. P. M. . Comparação da sensibilidade de técnicas diagnósticas diretas para identificação de Babesiose em equinos. Revista Saúde 05 (1/2): 05-10, 2014.

CHIARELI, R. A. Investigação clínico laboratorial e molecular da infecção por Hepatozoon canis em cães da região periurbana de Brasília. 85f. (Dissertação de mestrado) – Universidade de Brasília, Brasília, Brasil, 2009.

HARRUS, S., WANER, T., NEER, T. M. . Infecção por Ehrlichia canis. In: GREENE, C. E. Doenças infecciosas em cães e gatos. Rio de Janeiro, Guanabara koogan, p. 238-249. 2015.

FONSECA, Z.A.A.S, SOUSA, E.S., MOURA, E.S.R. . Erliquiose x Babesiose canina: relato de caso. PUBVET, 4: 1-12, 2010.

LAPPIN, M. R. . Doenças Riquetsiais Polissistêmicas. In: NELSON, R. W., COUTO, C. G.. Medicina Interna de Pequenos Animais. Rio de Janeiro, Brasil. p 1326-1340. 2015.

LAPPIN, M. R. . Infecções Protozoárias Polissistêmicas. In: NELSON, R. W., COUTO, C. G.. Medicina Interna de Pequenos Animais. Rio de Janeiro, Brasil. p 1367-1383. 2015.

LASTA, C. S., SANTOS, A. P., MELLO, F. P. S., LACERDA, L. A., MESSICK, J. B., GONZÃLEZ, F. H. D. . Infecção por Hepatozoon canis em canino doméstico na região Sul do Brasil confirmada por técnicas moleculares. Ciência Rural 39: 2135-2140, 2009.

LEAL, P. D. S., MORAES, M. I. M. R., BARBOSA, L. L. O., LOPES, C. W. G. . Infecção por hematozoários nos cães domésticos atendidos em serviço de saúde animal. Revista Brasileira de Medicina Veterinária 37: 55-62, 2015.

LEMOS, T. D. . Frequência e caracterização molecular de Babesia spp. em cães naturalmente infectados no município de Teresópolis – RJ. (Dissertação de Mestrado) – Universidade Federal Fluminense, Niterói, Brasil, 2009.

MUNDIM, É. C. S., FRANCISCO, M. M. S., SOUZA, J. N.; ALENCAR, M. A. G., RAMALHO, P. C. D.. Incidência de hemoparasitoses em cães (Canis familiares) de rua capturados pelo centro de controle de zoonoses (CCZ) da cidade de Anápolis-GO. Ensaios e Ciência: Ciências Biológicas, Agrárias e da Saúde 12: 107-115, 2008.

OLICHESKI, A. T.. Comparação entre os métodos de coloração Panótico rápido e Giemsa para o diagnóstico de protozoários do gênero Babesia (Starcovici, 1893) e de riquétsias do gênero Ehrlichia (Ehrlich, 1888) em cães (Canis familiaris) no município de Porto Alegre, RS, Brasil. 87f. (Dissertação de mestrado) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, Brasil, 2003.

OLIVEIRA, A. C.. Diagnóstico das hemoparasitoses caninas por biologia molecular, alterações hematológicas e centrifugação por gradiente. 51f. (Tese de Pós Graduação) – Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, Brasil, 2015.

PEREIRA, A. M., CERQUEIRA, A. M. F., VELHO, P. B., SÃ, A. G., FERREIRA, R. F., MACIEIRA, D. B., MOREIRA, N. S., FONSECA, C. N., XAVIER, M. S., LEITE, S. G. L., OLIVEIRA, R. R. G. C., ALMOSNY, N. R. P.. Ocorrência de Hepatozoon sp. em caninos naturalmente infectados no município de Piraí, Rio de Janeiro, Brasil. Revista Brasileira Ciência Veterinária, p. 121-125, 2011.

PINHEIRO, M. S.. Prevalência de Babesia através da técnica do esfregaço sanguíneo e avaliação eritrocitária de cães suspeitos, atendidos no Hospital Veterinário da Universidade Federal Rural da Amazônia. (Tese de especialização) – Universidade Federal Rural da Amazônia, Belém, Brasil, 2009.

RAMOS, C. A. N., RAMOS, R. A. N., ARAÚJO, F. R., JR., D. S. G., SOUZA, I. I. F., ONO, T. O., VIEIRA, A. S., PIMENTEL, D. S., ROSAS, E. O., FAUSTINO, M. A. G., ALVES, L. C. . Comparação de nested-PCR com o diagnóstico direto na detecção de Ehrlichia canis e Anaplasma platys em cães. Revista Brasileira Parasitologia Veterinária, 18: 58-62, 2009.

SANTARÉM, V. A., AGUIAR, D. M. . Erliquiose Canina. In: MEGID, J., RIBEIRO, M. G., PAES, A. C. . Doenças infecciosas em animais de produção e de companhia. Rio de Janeiro, Brasil. p 95 - 111. 2016.

SCHERER, M.; MERGENER, M.. Prevalência de hemocitozoários em caninos de municípios do Vale do Taquari com foco em Lajeado – RS. Revista destaques acadêmicos, 6: 206-212, 2014.

SILVA, M. H. M., CAVALCANTE, M. G., FRANCO, L. O., MAIA, R. C. C.. Hemoparasitoses em cães e gatos: conscientização dos proprietários e levantamento da ocorrência em animais atendimentos no grande Recife no período de janeiro a junho de 2013. (XIII Jornada de Ensino, Pesquisa e Extensão) – Universidade Federal Rural de Pernambuco, Recife, Brasil, 2013.

SILVA, M. C. A., MUNDIM, A. V., MENDONÇA, G. A., MUNDIM, M. J. S., GUIMARÃES, E. C. Hemoparasitos em cães domésticos naturalmente infectados, provenientes das zonas urbana e rural do município de Abadia dos Dourados, Minas Gerais, Brasil. Bioscience Journal, 30: 892-900, 2014.

SOUSA V.R.F., BOMFIM T.C.B., ALMEIDA A.B.P.F., BARROS L.A., SALES K.G., JUSTINO C.H.S., DALCIN L.. Coinfecção por Anaplasma platys e Ehrlichia canis em cães diagnosticada pela PCR. Acta Scientiae Veterinariae. 37(3): 281-283. 2009.

TAKAHIRA, R. K. . Babesiose canina e outras Babésias de animais domésticos. In: MEGID, J., RIBEIRO, M. G., PAES, A. C. . Doenças infecciosas em animais de produção e de companhia. Rio de Janeiro, Brasil. p 973-984. 2016.

TAKAHIRA, R. K. . Enfermidades de menor frequência causadas pelos gêneros Ehrlichia, Neorickettsia e Anaplasma. In: MEGID, J., RIBEIRO, M. G., PAES, A. C. . Doenças infecciosas em animais de produção e de companhia. Rio de Janeiro, Brasil. p. 1250-1257. 2016.

TAYLOR, M. A., COOP, R. L., WALL, R. L. . Parasitologia Veterinária. Rio de Janeiro, Brasil. 742p. 2010.

WEISER, G. Tecnologia Laboratorial em Medicina Veterinária. In: THRALL, M. A., WEISER, G., ALLISON, R. W., CAMPBELL, T. W. . Hematologia e Bioquímica clínica veterinária. São Paulo, Brasil. p 2-27. 2015.

VALENTE, P. C. L. G.. Avaliação de métodos parasitológicos, sorológicos e moleculares no diagnóstico das hemoparasitoses caninas no Estado de Minas Gerais. 58f. (Tese de Mestrado) – Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, Brasil, 2014.

VASCONCELOS, M. F.. Estudo de infecção por Babesia spp em cães da região periurbana de Brasília, Distrito Federal. (Dissertação de Mestrado) – Universidade de Brasília, Brasília, Brasil, 2010.

WITTER, R., VECCHI, S. N. V., PACHECO, T. A., MELO, A. L. T., BORSA, A., SINKOC, A. L., MENDONÇA, A. J., AGUIAR, D. M.. Prevalência da Erliquiose Monocítica Canina e Anaplasmose Trombocítica em cães suspeitos de hemoparasitose em Cuiabá, Mato Grosso. Ciências Agrárias, 34: 3811-3822, 2013.

Downloads

Publicado

2019-02-04

Como Citar

Berndt, T. R., Ecco, L. M. J. L., Santi, F. S. C., Bartolomei Neto, J., Vasconcelos, A. L., Menezes, A. M., Kataoka, A., & Novais, A. A. (2019). Comparative evaluation of peripheral blood smear preparation techniques as a diagnostic method for hemoparasitosis in dogs (Canis lupus familiaris, Linnaeus, 1758). Scientific Electronic Archives, 12(1), 116–123. https://doi.org/10.36560/1212019630

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

> >>